Meninas vão namoro

2/out/2019 - Explore a pasta 'Presente 1ano de namoro' de Yasmin silva no Pinterest. Veja mais ideias sobre Presente 1ano de namoro, Ideias para presentear o namorado, Presentes criativos para namorado. Jogos de Teste do Amor com Nomes online para meninas grátis, confira os jogos mais divertidos no Meninas Jogos Você já deve ter ouvido falar em relacionamento abusivo. Mas, na vida real, às vezes não é tão fácil saber se você está em um relacionamento assim. Difícil mesmo é saber como e quando agir em relação ao namorado controlador. Mesmo mulheres adultas, muitas vezes, só percebem que estão em uma relação abusiva quando já […] Frases para namoro com meninas. ... No entanto, infelizmente, a primeira frase para encontros com mulheres 'contato' não são muito originais e raramente vão além das frases estereotipadas como 'Podemos encontrá-lo' ou 'Você é tão bonito.'Caras, sua imaginação, inteligência e, por vezes, sexy e motivar as meninas oferecem incomum! ... Namorar é algo que vai muito além das cobranças. É cuidar do outro e ser cuidado por ele, é telefonar só para dizer bom dia, ter uma boa companhia para ir ao cinema de mãos dadas, ter alguém para fazer e receber cafuné, um colo para chorar, uma mão para enxugar lágrimas, enfim, é ter alguém para amar. São Paulo, Brasil, tem namoro online! Com mais de 486 milhões de usuários buscando um amor no Badoo, aqui você tem muito mais chances de encontrar sua cara metade! 9 verdades que só mulheres que namoram mulheres vão entender ... Mas o que o relacionamento fez foi me ajudar a perceber como é incrível estar num namoro lésbico. Porque há muitas ... 24 frases que definem o começo e o resto do namoro. 16 tuítes sobre ser solteiro que vão te fazer chorar (de rir) Share This Article. BuzzFeed Daily. Keep up with the latest daily buzz with the ... Meninas, vou resumir brevemente meu problema, namoro a mais de 2 anos, meu namorado não pensa no amanhã, ele ganha mais de 2 mil por mês, por ser cidade pequena, o custo das coisas aqui não são caras! Eu não sei o que fazer, ele gasta o dinheiro dele em bobagem! Ele já sujou o nome dele é de pessoas próximas a ele varias vezes! Meninas vão cair a cabeça sobre os saltos para um cavalheiro que é positivo sobre si mesmo e que ele pode fazer. Delicie-se com as coisas que irão aumentar seu nível de confiança, como o voluntariado, tendo em outra aptidão, ou viajando.

Ajuda para aqueles que tem ansiedade...

2020.09.18 10:52 TiaSayu Ajuda para aqueles que tem ansiedade...

Yo mina, Daijobu deska? *ೃ˚
Hoje falarei sobre um tema que me atormenta assim com muitas pessoas diariamente. Espero que esse texto ajude alguém que nessa pandemia, anda sofrendo com o dobro das reações desse distúrbio.
AVISO: Se caso você sofre com este problema e níveis descontrolados POR FAVOR, procure por profissionais para se auto-ajudar. Não tente sobre HIPÓTESE alguma tomar medicamentos por conta própria e nem usar métodos não convencionais. Sempre consulte o seu psiquiatra ou médico sobre suas dúvida, e se cuide da maneira correta.
Bilhetinho: Espero com que este texto seja fonte de muito apoio para aqueles que sofrem disto, um guia para aqueles que querem ajudar alguém que sofre. Espero que, de alguma maneira, posso ter sido útil na vida de alguém e ter alegrado o seu dia ♥
Vamos para o textinho︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶
Bom... Para aqueles que desconhecem a ansiedade é algo comum e todos estão sujeitos a senti-la. No entanto, a ansiedade é uma doença subjacente (Que não se manisfesta claramente) somente quando os sentimentos se tornam excessivos, obsessivos e interferirem na vida cotidiana da pessoa, em resumo: ''A Ansiedade é um termo geral para vários distúrbios que causam nervosismo, medo, apreensão e preocupação exagerada. ''
A ansiedade que estou citando é mais do que o comum do qual estamos habituados. Está além da empolgação de ir se apresentar em uma entrevista de emprego ou comparecer no primeiro encontro; Tal circunstância pode se agravar com traumas ou com problemas persistentes na vida de alguém, e os sintomas são duradouros e limitadores, o que atrapalham a vida desta pessoa.
Os principais sintomas que podem acontecer são:
Para ajudar ou se auto-ajudar, é necessário entender esses pontos e procurar conversar ou se entender. Procurar as fontes e raízes desta ansiedade e tentar muda-las para amenizar os efeitos. E é para isto que existem os profissionais e pessoas que podem te dar esse suporte durante uma crise.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos importantes:;
Para aqueles que querem ajudar alguém que sofre com isto, é necessário entender algumas coisas cruciais... E entender em si o que é a Ansiedade e os seus tipos.
1- A coisa mais importante é se ter PACIÊNCIA.~ A pessoa já está sofrendo com diversos pensamentos a mil por hora, mal conseguindo conter as próprias emoções e atos. Tenha cautela ao se referir e agir, qualquer erro pode dar a entender que a pessoa afetada só está incomodando e atrapalhando a vida dos outros (E vai por mim, isso vai piorar em 1000%)
Tente conversar, ajude-a se acalmar, converter os pensamentos negativos. Incentive fazer algo divertido ou diferente, algo que vá distrai-la e alegra-la. Dê amor, carinho e seja compreensivo. Evite Julgar, apontar erros e defeitos.

2- Seja compreensivo.~ Tenha em mente de que aquela pessoa que sofre de ansiedade, não tem controle sobre os próprios pensamentos e emoções. Evite fazer mistério e joguinhos de adivinhação, assim como botar medo ou pressão. Além de ser algo completamente irritante para qualquer um, para um ansioso ele ficará bem mal e aflito. Ex:;
'' Preciso te contar algo, mas só posso contar amanha'' ou ''Estamos atrasados. Se apresse!''
Faça isso e é uma noite que você rouba desta pessoa. Enquanto a você dorme tranquila, o ansioso fica acordado, pensando em tudo que é possível e o impossível para adivinhar o tema do assunto ou se cobrando por ter feito melhor.Então por favor, não faça estas brincadeiras de mal gosto, prometendo e adiando coisas, isso faz um mal que só o ansioso entende.Entenda que nossa cabeça funciona a mil por hora, diferente das demais pessoas:Ex:;
Pessoa normal: ''Ata certo, tenho que fazer isto e pronto..''
Ansioso: Tá eu tenho que fazer isso... Perai, será que eu desliguei o gás? ESSA NÃO, SE A CASA EXPLODIR VAI SER MINHA CULPA, PESSOAS VÃO MORRER E A CULPA SERÁ MINHA. Mas.... Será que eu tranquei a porta?... E SE ALGUÉM INVADIR MINHA CASA E FAZER TAL COISA.
(Vai por mim, isso não vai acabar tão cedo. Então por favor, tenha consciência)

3- NUNCA, SOBRE HIPÓTESE NENHUMA, JULGUE. EVITE TOTALMENTE DAR TRANCOS: Como dito, a sensação de estar incomodando é constante. Pensamos que a pessoa nos abandonará, ou que estamos fazendo mal a ela ou atrapalhando a vida dela, nos sentimos inferiores e sempre estamos nos menosprezando. Há casos que até mesmo, o ansioso termina um relacionamento bacana apenas por pensar que ele é incapaz, que o seu conjunge não o(a) suporta e nem gosta dele(a).
E realmente, há pessoas que julgam.Falam que somos muito complicados, que estamos fazendo drama ou teatro, nos evitam para não ter alguém ''enchendo o saco'', e que nos afastamos por ser pessoas ''falsas''. Houve até comentários na minha vida, de pessoas aconselharem a opção de término de um namoro, pois deduziam que a menina estava distante, que ela estava traindo e estava sendo seca de proposito.
NÃO! Nos isolamos e nos afastamos por achar exatamente que estamos fazendo algum tipo de male. Jamais julgue ou se deixe elevar por opiniões alheias. Tente conversar e entender, não vá se precipitando. No final, se caso isso tenha força, só sofreremos ainda mais.
4- Ouça mais e seja sincero: Se a pessoa finalmente conseguir desabafar, a escute até o fim. E se ela hesitar por medo ou insegurança, acalme-a e prossiga. Na maioria das vezes, elas só querem ser ouvidas e não receber conselhos (A não ser que ele(a) peça). E o mais importante, não finja falsa sinceridade, não dê essa expectativa falsa, além de ser uma ato bem babaca, isso só mostra que no fim, você não estava preocupado e nem interessado em ajudar de fato, que só fez por mera educação.
5- Convide-o(a) para dar uma volta: Se possível no momento, convide-o para uma volta. Caso a pessoa aceite, converse e tente distrai-la e acalma-la, fazer atividades talvez, fazer alguma coisa bacana. Gastar a energia em uma caminhada ajuda bastante (Bom, pelo o menos para mim ajuda)
6- NUNCA, JAMAIS OFEREÇA BEBIDAS ALCOÓLICAS: É serio, em crises a pessoa pode associar a bebida como um escape. AI meu filho, ficará difícil faze-la abandonar.
7- E por ultimo. Não diminua isto: Ansiedade é algo que precisa de atenção, assim como a depressão. É algo que afeta a vida de alguém de forma profunda, sendo motivo de vários suicídios e problemas graves nas famílias. Não a trate como algo banal e sem importância, é algo que precisa de atenção e empatia.
︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos para aqueles que Tem a ansiedade e querem uma mãozinha para amenizar os efeitos ♥
1- Pratique alguma atividade física.Dança, artes marciais, ginastica... Qualquer coisa! Isso, além de dar uma animada e fazer bem para a saúde, ajuda a distrair a mente e ''descontar o estresse''. É um ótimo incentivo.
2- Meditação: Se é algo que me ajudou muito nas minhas crises, é a meditação. Ouvir uma musica calma, controlar a respiração, fechar os olhos e relaxar o corpo. É uma boa pedida e AJUDA muito numa crise.
3- Ouvir musicas favoritas: Como uma ansioso precisa descontar sua energia, desconte dançando ou curtindo uma musica de preferência. Isso ajuda e MUITO, nem que seja necessário repetir a musica diversas vezes ou cantar junto.
4- Mantenha uma alimentação top: Sim, até a comida influência. Evite comidas muito gordurosas em certos horários do dia. Os hormônios podem ser nossos inimigos após alimentação.
5- Desconte em seus Hobbies ou descubra novos Hobbies: Nada melhor do que fazer o que a gente gosta, nestes momentos o Faça! Isso pode ajudar durante uma crise e vai distrair sua mente para focar neste Hobby.
6- Pense ao contrario de tudo!: Se realmente está difícil de suportar a crise e nada está ajudando, Alimente boas sensações. De todos os pensamentos negativos converta para os bons. Ex:;
"'Droga eu teria conseguido se eu tivesse feito tal coisa... Não, eu dei o meu melhor e sei que estão orgulhosos de mim. Vou me esforçar mais para que na próxima eu não comenta o mesmo erro. ''
''Ain... Ela falou tão mal de mim... Por que? O que eu fiz?... Não! Há pessoas que me ama do jeitinho que eu sou, e se essas pessoas que são importantes para mim me amam pelo o que eu sou e amam minha aparência, então eu acredito nelas e que se dane o resto!.
Isso é psicológico, não e deixe levar pelos os próprios julgamentos e não se castigue! ♥
7- Procure se amar e se auto entender, reconheça que todos podem errar, e que errar não é algo ruim. Aprender com os erros é melhor do que aprender com os acertos. Se caso você errar com alguma coisa, não se abale! Se valorize e reconheça que você é incrível e que há pessoas que adoram o eu jeitinho.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀

Minha experiencia: Sofro de ansiedade, fruto por parte da minha mãe e traumas vindo da época do fundamental/colegial. Meus dias são difíceis e parecem somente piorar. Minha crises são graves e preciso de ajuda na maioria das vezes, tomo medicamentos para ajudar nos sintomas que, muitas vezes, funciona. O sentimento de angustia é algo que realmente machuca, algo que não me dá paz e me faz ter pânico quase por três dias inteiros.
Quando meu namorado está comigo, me ajudando e me dando suporte e amor é algo muito bom. Me sinto muito bem e sinto que melhoro e evoluo demais a cada crise, é importante entender a existência dessas pessoas na nossa vida e de como isso ajuda a evoluir nosso ser. Já fui muito julgada, abandonada, criticada e realmente, são coisas que apenas pioram minha vida. Mas sigo lutando e espero ajudar outras pessoas como eu o aquelas que tem a boa intenção de ajudar estas pessoas.
Enfim, espero que tenham gostado e ter realmente ajudado alguém ♥
submitted by TiaSayu to desabafos [link] [comments]


2020.09.09 22:37 TiaSayu Fui babaca por humilhar minha mãe depois dela ter contado o noivado surpresa que meu namorado preparou?

Yo Mina, Daijobu deska? ♥
Hoje vou contar mais uma desgraça da minha vida e tentar rir com ela pq realmente, tá complicado...
Vim aqui desabafar uma coisa que anda me machucando a cada minuto que passa. Minha mãe sempre foi uma pessoa difícil de lidar... O temperamento dela nunca se deu bem com o meu, e isso já causou muitas brigas e discussões entre nós duas. Uma vez já postei aqui uma outra situação entre nós duas (Acho improvável que alguém se lembre, estava em outra conta na época, mas tentarei repostar para quem queira ler.)
Enfim, sem mais delongas, vamos direto ao desabafo... Semana que vem será meu aniversario de namoro (12/09) vamos completar dois anos de namoro e tudo corria bem. Estávamos preparando nossos presentes e eu estava ansiosa por mais um Level up na relação. Lutamos muito para seguir com esse relacionamento fantástico, e dou graças a Deus por tudo ter dado certo. Somos felizes e tratamos um ao outro com muito respeito e carinho, e não deixamos de ser melhores amigos mesmo na relação de namorados (Não acredito nesse lance de ''há diferença entre amigos e namorados'' é muito melhor ser os dois em vez de escolher apenas um) Enfim, vamos direto ao ponto.
Minha mãe hoje (09/09/2020) veio até mim e me pergunta ''Você e o Carls (Não vou expor) Vão ser noivos?'' A reação que eu tive foi de choque e surpresa, meu pai e minha irmã tiveram a mesma reação e tudo ficou em um silêncio desconfortável.
Logo eu perguntei, incrédula: ''Ele vai pedir minha mão?..''
Depois disso minha mãe arregalou os olhos assustada, vendo que eu não sabia de nada sobre os planos dele. Eu, logicamente, me emocionei e desabei a chorar. Minha mãe, doce como sempre, disse: ''Pare de chorar e controle-se. Larga de ser tonta e pare de chorar'' Além de outros comentários calorosos para o consolo de minha pessoa. Nisto, meu pai interveio e falou: ''Você tinha que abrir a boca? Você achou mesmo que ela soubesse disso?'' e foi assim que tudo explodiu... Minha mãe estava sendo fria como sempre, ela nunca se importou com coisas que feriam meu emocional e psicológico, tudo na visão dela era ''banal'' e ''frescura'' e eu me cansei disso. Minha reação foi imediata e refutei ela de varias maneiras e isso se tornou uma briga feia. Ainda mantive minha educação, mas fui bem sincera e ela não gostou disso (Por que né, a verdade dói) e ela começou a envolver minha sogra e meu namorado, humilhando os dois para ver se conseguia ganhar nos argumentos que eu lançava. (Um detalhe importante... Quando eu estou prestes a discutir com alguém, sou bem linguaruda e irônica demais, isso de certo irrita qualquer um. Mas em nenhum momento a ofendi e nem disse nenhum palavrão, apenas disse algumas verdades que ela não gostou. Obviamente)
Como sempre ela apelou na presença do meu pai e se fez de coitada, saindo da discussão como vitima de uma filha má. Meu pai pediu educadamente para eu pedir desculpas, já que ''peguei pesado com ela''. Me neguei até o momento e não estou disposta a mudar de ideia só por que ela é minha mãe.
Não foi a primeira vez que ela estraga um prazer meu com sua frieza. Ela já errou comigo varias vezes e fui compreensiva em perdoar. Já eu, quando erro, só falta ser exposta para meio mundo e ser humilhada na frente de quem for; O que ela diz e faz, não é exagero na visão das outras pessoas (O que eu acho doentio de certa forma, por que não deixa de ser uma atitude toxica)... Ela pode destruir minha auto-estima e isso não costuma ser exagero por que né, ela é minha mãe e tals.
Na minha opinião não acho isso. Só por que é mãe ou pai não significa que eles tem o Direito total de fazerem exatamente o que querem ou falar o que querem e quando querem, e a criança/adolescente tem que aceitar e pronto. Eu posso ter sido errada em ser grossa e etc, mas eu realmente fiquei chateada pelo o que aconteceu e creio que toda menina (Pelo menos quase todas) teriam essa reação diante de uma resposta tão fria em um momento considerado especial na vida de uma mulhecasal. Meu namorado confiou nela para não contar e ela me faz isso? Além de ter sido um erro grave e um desrespeito com a nossa relação, ela ainda quis se justificar com frieza e grosseria? Eu realmente não deixaria isso barato e foi o que eu fiz.
Então... Fui babaca em fazer isso com ela?
submitted by TiaSayu to desabafos [link] [comments]


2020.08.28 12:44 Lady_Unicron Sou babaca por ficar com o Crush da minha amiga?

Olá Luba, turma, editores, gatas, papelões mortos e possível convidado(a), pode me chamar de Iron, pois é assim que vão me conhecer.
A minha história é praticamente quando conheci o amor da minha vida que namoro até hoje (não fica mal lubinha, se eu achei alguém, tu também acha).
Tudo começou como um dia normal no nosso “chat/grupo” de conversa, conheci muita gente legal quando entrei pois uma garota havia me visto no app e resolveu ser bondosa e me colocar no grupo, fui recebida muito bem (a maioria era menino, mas não faz diferença), tinha mais 4 garotas além de mim e me tornei bem amiga delas e dos meninos, por eu ser a “novata” eu estava recebendo bastante atenção e uma das meninas não gostou muito, ela sempre queria chamar mais atenção, eu estava de boas quanto a isso.
Eu tinha medo do meu namorado na época por que todo mundo me falava meio mal dele “Ele é muito sério, não é legal” e blá blá blá, um dia fui abraçar ele em uma ação de RPG e ele saiu voando pelo “susto” . . .mas logo voltou (sim. . .a gente conversava e fazia RPG), depois de um tempo ficamos “a sós” e nós ficamos juntos. . .ele me fez voar e no final eu beijei ele. . .a menina apareceu e ficou tentando desviar a atenção, daí já vem a galera me perguntar “você tá gostando de fulano?” e eu fica meio hesitante de falar, mas dizia que sim e sempre falavam “outra que gosta dele” . . .nessa hora eu fiquei meio abalada, mas lembrei que ele não estava namorando, então fui pedir a ajuda dessa menina que vou chamar de Karls. Fui até karls e contei pra ela que eu estava gostando do (vou chamar meu namorado de Lew) Lew, ela começou a me dar um sermão e falando que gostava dele também daí eu comecei a me sentir mal e tentei deixar os meus sentimentos de lado (os: Karls já estava namorando outro cara e tava afim do Lew).
Lew percebeu aquilo e nunca me deixava me afastar e Karls vinha me dar sermão e falar que ia se matar. . .isso me deixava ruim, mas um dia Karls e o Lew estavam brigando e ela fala para ele “Eu te odeio” e ele respondeu dizendo “Mas a Iron(eu) me ama, não é Iron?” eu fiquei tão em dúvida no que dizer e soltei um “talvez” e para tentar aliviar a tenção resolvi brincar também “ah. . .e você me ama, não é?” e ele apenas disse “sim, amo sim” . . .nessa hora ficou eu e um amigo(Sd) meu surtando de alegria, por que ele estava afim da Karls e eu estava tentando ajudar ele a ficar com ela.
Então um dia a gente entrou em Call, primeiro foi só o SD e Lazer (dois amigos meus), depois o Lew apareceu e ficaram me chamando para entrar. . . então entrei na call. . .todo mundo ficou me chamando de fofa por conta da voz. . .até o Lew e eu ficava envergonhada obviamente.
Quando o Lew foi “embora” para terminar a tarefa dele. . .eu estava nas nuvens, ela era totalmente diferente comigo. . .daí o Lazer veio me perguntar na call “Você sabe que o Lew namora né?” nessa hora. . .meu mundo desabou de baixo dos meus pés, se eu não estivesse sentada. . .eu caia com certeza, nesse dia eu xinguei tanto o Lew no privado. . .e chorei que deu até dor de cabeça, ele começou a me contar a verdade, que ele não estava namorando, ele só era amigo da menina que falaram que ele estava namorando, me senti mal por xingar ele e fui xingar o Laser, daí ele me veio falar “eu PENSEI que eles namorassem, já que ficam de abraços e emoji” . . .queria tanto socar ele, mas fazer o que. Um tempo depois a gente começou a namorar e Karls sempre vindo tentar nos separar ou tentar chamar atenção do Lew, mas só ganhava a minha por que eu não gostava de ver ela daquele jeito (ela tinha terminado com o “ex” dela e começado a namorar o SD) e então um dia ela surtou, começou a falar um monte de coisa como “eu te amo, aquele dia que ficamos a sós foi tão bom, por que ela e não eu?” e etc. . .eu queria chorar por que tinha machucado ela, mas o Lew tomou a frente e começou a falar para ela “eu escolhi a Iron(eu) por que ela. . .” e começou a comparar nós duas . . .me senti mal, mas fiquei feliz de ver que ele me achava tudo aquilo, ela saiu do nosso chat/grupo e criou um dela sem nós dois. . .até hoje nosso chat é ativo e ela sumiu por muito tempo do app, mas sempre falava com o SD e o Laser, um dia ela falou que ela tinha traído o SD com a namorada do Laser. . .isso deixou eles abalados. . .todo o sentimento de querer perdoa-la se foi, por que ela machucou os meus amigos.
Sou babaca por namorar o Lew e não querer perdoar ela?
submitted by Lady_Unicron to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.29 20:42 AlvagorH Meus pais acham que eu sou gay

(Postei primeiro no desabafos, mas resolvi postar aqui também)
O relato pode ser um pouco longo, mas talvez seja engraçado (ou não).
Pois bem... senta que lá vem história.
Eu sou homem (ah vá), e desde sempre fui muito "sossegado". Não costumo ir pra festas, não bebo, não fumo. Sou bem caseiro e não sou de falar muito. Fui beijar uma menina pela primeira vez (e única desde então), aos 16, quase 17 (vou completar 21 muito em breve). Meus pais ficaram sabendo logo de cara, pois eu virei notícia na escola. O nerdão quieto e ranzinza da sala "pegando" a novinha da outra sala (ela era de um ano anterior ao que eu estava). Uma prima fofoqueira estudava na mesma sala que eu, então a notícia chegou em casa antes de mim.
Até então, eu nunca tinha notado nada de estranho nos meus pais. Eu notava alguns comentários homofóbicos deles as vezes, quando aparecia alguma notícia na televisão. "Ator famoso se declara gay", aí minha mãe "Nossa, que dó. Um homem tão bonito desses ser gay". Ou, no caso do meu pai "Eu tinha um professor que era bicha, mas era muito competente ensinando". Nessa época eu não ligava muito, pois até meados dos meus 14 anos (quando entrei no ensino médio em outra escola e em outra cidade), eu só conhecia duas pessoas que eram homossexuais e assumiam, e eu não gostava deles.
Eram dois caras muito barraqueiros e barulhentos, que zoam todo mundo. Basicamente, é o tipo de comportamento que eu sempre preferi evitar. Eu sou bastante tímido, então ter amigos próximos que chamem a atenção sempre foi bastante negativo pra mim. Logo, durante um bom tempo eu fiz a associação idiota "gays = chatos e barulhentos" e passei a evitar eles. Isso mudou bastante quando eu mudei de escola, onde as pessoas tinham valores bastante diferentes do qual eu estava acostumado. Foi um processo longo, mas o preconceito que eu tinha foi diminuindo aos poucos. Mais ou menos nessa época do ensino médio, eu comecei a me incomodar com os comentários dos meus pais, mas sempre ficava na minha para não causar confusão.
Voltando ao dia que eu perdi o BV. Bom, eu era um adolescente com muita testosterona sobrando e beijei uma menina e pude apalpar uma bunda diferente da minha sem tomar um tapão na cara. Até então, tava tudo indo muito bem. Eu era bastante amigo dessa pessoa antes de ficarmos, então eu já gostava bastante dela e me iludi muito com o rumo das coisas. Pensei que daria certo, que começaríamos a namorar e tal. Até sobre o nome de cachorros a gente falava hahahah.
Mas, a guria tinha outros planos, tava apenas curtindo o momento e logo passou pra outra. Durou um mês e meio ou dois. Então, após um ""chifre"" colossal, já que ela ficou com o ex e passou o rodo na escola ao mesmo tempo em que ficava comigo, a gente parou de se falar. De um jeito imaturo, talvez, pois eu juntei todas as minhas frustrações e joguei na cabeça dela, sendo que ela já havia deixado claro que a gente não tinha nada sério e eu continuava insistindo.
É claro que, graças a minha querida prima fofoqueira, meus pais souberam que eu e a fulaninha não estávamos mais nos falando, e mesmo assim perguntavam sobre ela em toda oportunidade que tinham. Nisso, eu ouvi alguns comentários estranhos da minha mãe, ela dizia que na escola onde eu estava tinham muitas pessoas que namoravam gente do mesmo sexo e eu tinha que tomar cuidado. Eu estranhei, mas como sou lerdo, não entendi na hora, e resolvi conversar sobre isso com um amigo.
Quando eu percebi que as coisas não estavam indo bem (ainda durante aquele mês e meio), eu usava bastante as redes sociais e conheci um cara que aguentou meus desabafos por bastante tempo, sempre me dando conselhos (e umas broncas haha). Eu comentei sobre a fala da minha mãe com ele e ele respondeu "Menino, a sua mãe acha que você é gay". Eu comecei a rir horrores naquela hora, mas também fiquei bastante inconformado. Eu me perguntava "Por que?". Não que isso me afetasse, eu sempre achei graça e vez ou outra eu conto esse fato pra algum amigo. Sempre ficou a incógnita sobre o porque que os meus pais pensavam isso, e ela ainda existe porque recentemente um cara demorou para acreditar que eu não sou gay, e eu e uma amiga rimos muito dessa situação.
Esse amigo que aguentava meus desabafos é gay. É o primeiro amigo homossexual que eu tive e a primeira pessoa sobre quem eu conversei abertamente sobre sexualidade. Ele é bastante interessado por ciência e psicologia, assim como eu, e me ensinou não só o lado social (a experiência dele sendo gay, descobrindo que gostava de homens e toda a confusão que isso gerou na sua infância/adolescência), como o lado científico da coisa, Escala de Kinsey, Freud e afins. Nessas conversas, eu tive a certeza de que sou hétero, mas acabo não me comportando como é esperado de um.
Tenho muitos primos na casa dos 20, quase todos namorando e alguns morando junto e quase casando com alguém. Vão pra festas, bebem, fumam, dão dor de cabeça pra família. As vezes um namoro termina e sempre aparece um agregado novo depois de um tempo, em média eu tenho um "primo" ou "prima" nova por um ano e meio, no máximo dois. Aí, passa alguns meses e o ciclo se repete.
E eu aqui, o primo solteiro que estuda e não traz menina nenhuma pra casa (salvo em raras ocasiões quando a minha melhor amiga aparece aqui) nem nas reuniões de família. O primo estranho que compartilha muitos posts pró-feminismo e contra homofobia. Cansei de ouvir perguntas sobre namoradas vindo de tios e até da minha avó materna.
Acho que algumas pessoas até pensam que eu escondo alguma coisa dos meus pais. Uma vez eu fui em um churrasco na casa de um amigo e a mãe dele me pediu ajuda para fazer uma mistureba alcoólica qualquer, eu disse que não sabia como fazer e ela não acreditou. Meu amigo precisou ser "testemunha" de que eu não bebo nada e que estava lá só pelo churrasco mesmo hahahaha
E aqui, temos duas cerejas nesse bolo.
A primeira é que o meu melhor amigo, o qual eu conheço desde a segunda série, há pelo menos 14 anos, começou a trabalhar na mesma empresa que a minha mãe. Ele é uma pessoa que eu costumo passar bastante tempo junto, já que nós fazemos trilhas de bike (ou fazíamos, antes da pandemia começar). Como a minha cidade tem grandes áreas verdes, essas trilhas demoram porque a gente sempre tenta explorar um caminho novo. Enfim, durante o trabalho dele, por algum motivo surgiu o boato de que ele é gay. Eu não sei nada sobre isso, ele próprio nunca me disse nada, e nós conversamos sobre muita coisa. Mas a minha mãe veio correndo me contar quando esse boato surgiu. Ela deve ter "adorado" somar 1+1 nessa ocasião.
A outra é meu pai. Tão preocupado em fazer comentários e cuidar da sexualidade dos outros, adorador do capitão cloroquina, e outro dia eu precisei fazer algo no celular dele e percebi que tinha uma aba aberta naquele site com X, e na barra de pesquisas estava escrito, adivinhem? "Bicha" hahahahahaha
Bom, como eu disse, não me incomoda o fato de acharem que eu sou gay. Não faz diferença nenhuma pra mim, na verdade, eu faço piada com isso e boa. O que me afeta nessa história é que eu tenho agora muitos amigos que são "Do Vale" e eu sinto que nunca vou poder convidar eles para me visitar aqui em casa. Tenho medo que ouçam alguma merda aqui.
Enfim, é isso. A quarentena está me fazendo sentir a necessidade de desabafar sobre alguns assuntos e esse foi um deles. Obrigado por ler até o final.
submitted by AlvagorH to sexualidade [link] [comments]


2020.07.29 20:24 AlvagorH Meus pais acham que eu sou gay

O relato pode ser um pouco longo, mas talvez seja engraçado (ou não).
Pois bem... senta que lá vem história.
Eu sou homem (ah vá), e desde sempre fui muito "sossegado". Não costumo ir pra festas, não bebo, não fumo. Sou bem caseiro e não sou de falar muito. Fui beijar uma menina pela primeira vez (e única desde então), aos 16, quase 17 (vou completar 21 muito em breve). Meus pais ficaram sabendo logo de cara, pois eu virei notícia na escola. O nerdão quieto e ranzinza da sala "pegando" a novinha da outra sala (ela era de um ano anterior ao que eu estava). Uma prima fofoqueira estudava na mesma sala que eu, então a notícia chegou em casa antes de mim.
Até então, eu nunca tinha notado nada de estranho nos meus pais. Eu notava alguns comentários homofóbicos deles as vezes, quando aparecia alguma notícia na televisão. "Ator famoso se declara gay", aí minha mãe "Nossa, que dó. Um homem tão bonito desses ser gay". Ou, no caso do meu pai "Eu tinha um professor que era bicha, mas era muito competente ensinando". Nessa época eu não ligava muito, pois até meados dos meus 14 anos (quando entrei no ensino médio em outra escola e em outra cidade), eu só conhecia duas pessoas que eram homossexuais e assumiam, e eu não gostava deles.
Eram dois caras muito barraqueiros e barulhentos, que zoam todo mundo. Basicamente, é o tipo de comportamento que eu sempre preferi evitar. Eu sou bastante tímido, então ter amigos próximos que chamem a atenção sempre foi bastante negativo pra mim. Logo, durante um bom tempo eu fiz a associação idiota "gays = chatos e barulhentos" e passei a evitar eles. Isso mudou bastante quando eu mudei de escola, onde as pessoas tinham valores bastante diferentes do qual eu estava acostumado. Foi um processo longo, mas o preconceito que eu tinha foi diminuindo aos poucos. Mais ou menos nessa época do ensino médio, eu comecei a me incomodar com os comentários dos meus pais, mas sempre ficava na minha para não causar confusão.
Voltando ao dia que eu perdi o BV. Bom, eu era um adolescente com muita testosterona sobrando e beijei uma menina e pude apalpar uma bunda diferente da minha sem tomar um tapão na cara. Até então, tava tudo indo muito bem. Eu era bastante amigo dessa pessoa antes de ficarmos, então eu já gostava bastante dela e me iludi muito com o rumo das coisas. Pensei que daria certo, que começaríamos a namorar e tal. Até sobre o nome de cachorros a gente falava hahahah.
Mas, a guria tinha outros planos, tava apenas curtindo o momento e logo passou pra outra. Durou um mês e meio ou dois. Então, após um ""chifre"" colossal, já que ela ficou com o ex e passou o rodo na escola ao mesmo tempo em que ficava comigo, a gente parou de se falar. De um jeito imaturo, talvez, pois eu juntei todas as minhas frustrações e joguei na cabeça dela, sendo que ela já havia deixado claro que a gente não tinha nada sério e eu continuava insistindo.
É claro que, graças a minha querida prima fofoqueira, meus pais souberam que eu e a fulaninha não estávamos mais nos falando, e mesmo assim perguntavam sobre ela em toda oportunidade que tinham. Nisso, eu ouvi alguns comentários estranhos da minha mãe, ela dizia que na escola onde eu estava tinham muitas pessoas que namoravam gente do mesmo sexo e eu tinha que tomar cuidado. Eu estranhei, mas como sou lerdo, não entendi na hora, e resolvi conversar sobre isso com um amigo.

Quando eu percebi que as coisas não estavam indo bem (ainda durante aquele mês e meio), eu usava bastante as redes sociais e conheci um cara que aguentou meus desabafos por bastante tempo, sempre me dando conselhos (e umas broncas haha). Eu comentei sobre a fala da minha mãe com ele e ele respondeu "Menino, a sua mãe acha que você é gay". Eu comecei a rir horrores naquela hora, mas também fiquei bastante inconformado. Eu me perguntava "Por que?". Não que isso me afetasse, eu sempre achei graça e vez ou outra eu conto esse fato pra algum amigo. Sempre ficou a incógnita sobre o porque que os meus pais pensavam isso, e ela ainda existe porque recentemente um cara demorou para acreditar que eu não sou gay, e eu e uma amiga rimos muito dessa situação.
Esse amigo que aguentava meus desabafos é gay. É o primeiro amigo homossexual que eu tive e a primeira pessoa sobre quem eu conversei abertamente sobre sexualidade. Ele é bastante interessado por ciência e psicologia, assim como eu, e me ensinou não só o lado social (a experiência dele sendo gay, descobrindo que gostava de homens e toda a confusão que isso gerou na sua infância/adolescência), como o lado científico da coisa, Escala de Kinsey, Freud e afins. Nessas conversas, eu tive a certeza de que sou hétero, mas acabo não me comportando como é esperado de um.
Tenho muitos primos na casa dos 20, quase todos namorando e alguns morando junto e quase casando com alguém. Vão pra festas, bebem, fumam, dão dor de cabeça pra família. As vezes um namoro termina e sempre aparece um agregado novo depois de um tempo, em média eu tenho um "primo" ou "prima" nova por um ano e meio, no máximo dois. Aí, passa alguns meses e o ciclo se repete.
E eu aqui, o primo solteiro que estuda e não traz menina nenhuma pra casa (salvo em raras ocasiões quando a minha melhor amiga aparece aqui) nem nas reuniões de família. O primo estranho que compartilha muitos posts pró-feminismo e contra homofobia. Cansei de ouvir perguntas sobre namoradas vindo de tios e até da minha avó materna.
Acho que algumas pessoas até pensam que eu escondo alguma coisa dos meus pais. Uma vez eu fui em um churrasco na casa de um amigo e a mãe dele me pediu ajuda para fazer uma mistureba alcoólica qualquer, eu disse que não sabia como fazer e ela não acreditou. Meu amigo precisou ser "testemunha" de que eu não bebo nada e que estava lá só pelo churrasco mesmo hahahaha
E aqui, temos duas cerejas nesse bolo.

A primeira é que o meu melhor amigo, o qual eu conheço desde a segunda série, há pelo menos 14 anos, começou a trabalhar na mesma empresa que a minha mãe. Ele é uma pessoa que eu costumo passar bastante tempo junto, já que nós fazemos trilhas de bike (ou fazíamos, antes da pandemia começar). Como a minha cidade tem grandes áreas verdes, essas trilhas demoram porque a gente sempre tenta explorar um caminho novo. Enfim, durante o trabalho dele, por algum motivo surgiu o boato de que ele é gay. Eu não sei nada sobre isso, ele próprio nunca me disse nada, e nós conversamos sobre muita coisa. Mas a minha mãe veio correndo me contar quando esse boato surgiu. Ela deve ter "adorado" somar 1+1 nessa ocasião.

A outra é meu pai. Tão preocupado em fazer comentários e cuidar da sexualidade dos outros, adorador do capitão cloroquina, e outro dia eu precisei fazer algo no celular dele e percebi que tinha uma aba aberta naquele site com X, e na barra de pesquisas estava escrito, adivinhem? "Bicha" hahahahahaha

Bom, como eu disse, não me incomoda o fato de acharem que eu sou gay. Não faz diferença nenhuma pra mim, na verdade, eu faço piada com isso e boa. O que me afeta nessa história é que eu tenho agora muitos amigos que são "Do Vale" e eu sinto que nunca vou poder convidar eles para me visitar aqui em casa. Tenho medo que ouçam alguma merda aqui.
Enfim, é isso. A quarentena está me fazendo sentir a necessidade de desabafar sobre alguns assuntos e esse foi um deles. Obrigado por ler até o final.
submitted by AlvagorH to desabafos [link] [comments]


2020.07.16 16:29 fobygrassman ESPOSAS INSATISFEITAS SÃO MELHORES QUE GAROTAS DE PROGRAMA

ESPOSAS INSATISFEITAS SÃO MELHORES QUE GAROTAS DE PROGRAMA
Esposas infiéis são mais duradouras, limpas e autênticas do que garotas de programa
Esqueça garotas de programa transando nunca foi tão fácil! De uma dona de casa traidora real.
As mulheres casadas NÃO estão procurando relacionamentos, elas já estão nelas, estão procurando parceiros discretos e divertidos para reacender e explorar sua sexualidade.
As garotas de programa estão sempre procurando extrair mais dinheiro de você. Você nunca sabe com quem eles acabaram de fazer sexo e isso torna impossível também fazer sexo apaixonado com eles.
Quantas vezes você ficou com tesão e decidiu pedir uma garota de programa? Então, depois de ter um encontro decepcionante, lamento totalmente gastar tanto em ganhar pouco!
Sempre que você liga para uma garota de programa, está jogando. Jogando com sua saúde e com sua experiência.
Ela será parecida com as fotos dela?
A mesma garota das fotos vai aparecer?
Ela será anti-higiênica?
Ela será hostil?
Ela vai tratá-lo com um mau atendimento ao cliente?
Eu sei o que você está pensando,Eu sei o que você está pensando,
MAS AS MENINAS DE CHAMADA SÃO MUITO MAIS SIMPLES!
Não é verdade!
Sim, uma garota de programa fica a apenas uma ligação, mas toda vez que você a vê, paga. Você paga com dinheiro suado. Pense em quanto tempo você precisa trabalhar para pagar por uma garota de programa.
10 horas?
20 horas?
Portanto, nenhuma garota de programa não está a um telefonema de distância, elas têm +10 horas de trabalho E uma ligação de distância.
Além disso, as garotas de programa não se importam com você ou precisam de você.
Depois de conhecer uma esposa realmente insatisfeita e dar a ela a atenção que lhe falta, você experimentará a diferença entre uma garota de programa e uma mulher de verdade.
Esposas insatisfeitas são gratas por encontrar um homem que possa agradá-las!
As esposas infiéis têm todos os benefícios e nenhum dos problemas das garotas de programa:
Conhecer as preferências sexuais do seu parceiro = melhores experiências sexuais
O envio de mensagens maliciosas acelera sua semana de trabalho;)
Verdadeira paixão e emoção de ambos os parceiros!
Limpo, Seguro e Legal.
Não constantemente tentando manipular você.
A verdade é que as mulheres ficam excitadas quando estão se escondendo e tendo encontros secretos. Esposas insatisfeitas querem ser suas garotas de programa pessoais, mas elas precisam de um pouco de incentivo e você precisa incentivá-las de uma maneira elegante e elegante.
Você não pode tratar mal as esposas infiéis da maneira que pode com uma garota de programa, mas elas também não o tratam mal como uma garota de programa. Eles não vão contar o relógio quando estão com você.
Se você acha que encontrar uma mulher casada sozinha é ainda mais difícil, pense novamente.
Você não pode ser um idiota e acha que atrairá uma mulher casada para ser sua garota de programa pessoal.
De fato, existem dicas e truques para encontrar um o mais facilmente possível aqui >>
Siga estas etapas simples e você encontrará uma esposa insatisfeita e fará dela sua garota de programa pessoal em menos de uma semana.
VOCÊ PRECISA SE INSCREVER NO ASHLEY MADISON SE QUER ENCONTRAR MULHERES INFELIDAS
E lembre-se de que você pode repetir essas etapas e encontrar uma nova esposa traidora sempre que quiser!
  1. Tire uma boa foto de si mesmo. Não precisa incluir seu rosto, pode ser discreto. Muitos perfis em ashley madison não têm fotos de rosto públicas (geralmente em sua galeria de fotos particular). Esta imagem pode ser do seu corpo ou você de fato bem ajustado (sem o rosto).
  2. Escolha um nome de usuário atraente! Esta é a primeira coisa que as mulheres veem depois da sua foto. Escolha algo descritivo ou divertido.
  3. Destaque sua necessidade de discrição. Isso aliviará as preocupações das mulheres sobre sua própria discrição.
  4. Crie uma mensagem de introdução bem pensada que você possa enviar para muitas mulheres.
  5. Torne sua galeria privada irresistível. É aqui que você inclui suas melhores fotos.
  6. Configure uma data discreta!
Traindo esposas vs garotas de programa Todos nós procuramos garotas de programa no google. Mas existe uma enorme lacuna entre ponderar e pesquisar na web a sua garota de programa mais próxima. Existem vários, mas eles são extremamente estigmatizados - por razões óbvias. Garotas de programa não são para todos, mas o sexo certamente é. Por isso, seria melhor encontrar uma alternativa para garotas de programa. Criamos um substituto para as garotas de programa, para aquelas que estão interessadas em saber como a alternativa funciona. Espero que minha experiência e discernimento possam lhe dar uma ou duas coisas para questionar, e talvez até abrir você para garotas dispostas a dormir com você gratuitamente! Por que você deve procurar alternativas para escoltar serviços? Se você ouvir alguém se gabar de uma escolta, precisará sentar esse homem e ter um momento de clareza. Mas deixe esse argumento de lado, posso escrever um romance inteiro para você. Deixe-me começar com algumas dicas. As acompanhantes são desassociadas Não é incomum pagar por sexo, mas é ilegal na maioria dos países e ajuda uma indústria bastante cruel a tirar vantagem de membros da sociedade desprovidos de frustração. Acompanhantes NÃO GOSTAM DE VOCÊ Este é o meu argumento número um por não dormir com acompanhantes. Eles não teriam dormido com você se você não pagasse. Eles não gostam necessariamente do sexo ou querem vê-lo ligado. Geralmente é por isso que gosto de sexo - porque me excita vê-la gostosa e gostosa quando ela olha para mim. Acompanhantes não são higiênicos Os acompanhantes dormiram com toneladas de homens. Pense em quantos homens a garota de programa que você está vendo dormiu naquele DIA! Se você vir uma garota de programa ou uma acompanhante às 20h, provavelmente já dormiu com pelo menos dois homens antes daquele dia. Imagens falsas As acompanhantes raramente aparecem em suas fotos. Você tem sorte se a mesma mulher aparecer. Você pode dizer que isso também pode acontecer em um site de namoro ou em uma sala de bate-papo para adultos, mas eu diria que a probabilidade de ser "pescada" por uma mulher em um site de namoro é menor do que por uma garota de programa. A maioria das acompanhantes encontra-se com suas imagens. Com segurança Eles afirmam ser seguros e testados todos os dias, mas você nunca pode ter certeza. Isso significa que qualquer homem que não seja estúpido usará camisinha 100% das vezes que dorme com uma garota de programa ... e todos sabemos que preservativos não são divertidos.
submitted by fobygrassman to garotas_de_programa [link] [comments]


2020.07.01 07:00 keeponwalk1ng Só mais um desabafo sobre solidão

Eu só queria começar dizendo que não quero biscoito, eu só quero desabafar mesmo, porque está muito, muito, muito, muito foda. Tenho 25 anos e aos 20, fui visitar uma igreja e deu vontade de entrar, então larguei as amizades (não foi consciente, só aconteceu com o tempo) e fui pra igreja. Criei novas amizades na igreja e fui feliz pra caralho. 6 meses depois comecei a namorar, e foi quando começou a dar merda. Eu era (e sou) bem carente de carinho, e essa menina além de ser mais bonita do que qualquer pessoa que já tinha ficado, ela era extremamente carinhosa também. Grudenta mesmo, mas por ser carente, eu gostava. O negócio é que eu parei de viver por causa dela. Larguei os amigos da igreja também, porque ela me bastava. Foquei totalmente em estudar e trabalhar pra construir nossa casa e vivermos bem. Minha vida virou trabalhaestudar durante a semana, e sábado e domingo passar o dia inteiro com ela. Se você levar em conta que eu perdi meu emprego, estudava sozinho em casa, e saí da igreja, você vai perceber que minha vida era livros (de estudo) e ela. E eu não percebi. Só notei quando há 4 meses ela terminou comigo absolutamente do nada. Passamos o dia juntos, como sempre, tudo normal, a gente nem brigava. Nesse dia, por acaso, brigamos e acabou. 5 anos de namoro. Estava tudo certo pra noivarmos em Junho (no aniversário de 5 anos) e casarmos em Dezembro. A desculpa de término dela foi o clássico "não é você, sou eu". Disse que eu sou perfeito pra ela, que não tem a ver com eu estar desempregado (eu levantei a hipótese), nem com meu jeito, disse que nunca sentiu falta de NADA no nosso relacionamento, mas que relacionamentos são complicados e que ela não queria mais, e é isso. Abriu mão de uma vida comigo porque relacionamentos são complicados. A mãe dela passou uma semana me ligando porque dizia que ela só chorava o tempo todo. Eu fui ver ela, e falei que se ela precisava de um tempo, eu dava. Ela disse que não queria me "segurar", que sentia minha falta o tempo inteiro, mas que não queria voltar. É inexplicável. Eu pensei que ela só queria ficar com outras pessoas, mas se passaram 4 meses e ela não ficou com ninguém (eu ficaria sabendo pela irmã dela, não vou explicar porque não é importante, só é garantido que a irmã saberia e me contaria, confia). Ela inclusive apagou o Whatsapp dela só pra se afastar de grupos da igreja (eu saí, mas ela nunca saiu e isso não era problema, também levantei essa hipótese no término). A questão é que eu tenho 25 anos e tenho LITERALMENTE NADA. Eu até consegui marcar de sair com dois amigos de antigamente. Apresentei os dois no sábado, e nesse exato momento eles estão juntos bebendo sem mim. Nem se conheciam há 4 dias, e agora estão juntos e nem pensaram em me chamar. E eu não tenho mais ninguém. Os poucos matchs que consegui no Tinder não deram em nada, só tem gente louca lá, e mesmo removendo qualquer filtro, só querendo conhecer alguém, só consegui uma boa conversa que não deu em nada. Estou me sentindo pior que lixo, me perguntando o que eu tenho pra ninguém gostar de mim. Eu sou divertido, rio, brinco muito, bebo, danço, não desabafo assim com ninguém. Não reclamo de nada. Não vejo porque não consigo ter nem uma pessoa comigo. Eu tenho sonhos profissionais, mas zero energia pra persegui-los, e zero motivos também, porque não tenho nada. Não consigo me divertir vendo filmes, séries ou jogando, porque me sinto um solitário fracassado e odeio não ter ninguém pra conversar sobre nada. Nunca. O peso de não ter emprego está maior que nunca (entrego currículo há 3 anos, não vai ser na pandemia que vou achar). Penso que nunca vou ficar com nenhuma mulher tão bonita quanto minha ex, e julgando pelos matchs do Tinder, não vou mesmo. Não estou nem perto. Mas mesmo quando paro de olhar pra isso, as garotas nem me respondem. Meus amigos de antigamente estão todos casados e não vão sair comigo (chamei 1000x), fora esses 2 que falei, que acho que ficou claro que não gostam de mim. Eu não quero mais chamar eles porque não quero parecer mais carente que já sou, não quero que me chamem por pena, isso é foda! Se eles me quisesse perto, chamariam. Não chamaram porque não quiseram. Só que não tenho como conhecer mais ninguém. Estou tão triste que nem fome ou sono eu sinto, só choro o dia e noite toda. Apesar disso não estou com depressão. Eu sinto disposição e vontade de levantar, fazer as coisas, só não tenho o que ou com quem fazer. Simplesmente não tenho mais motivo pra fazer nada na minha vida, não tenho nada, não sou nada, e é isso.
submitted by keeponwalk1ng to desabafos [link] [comments]


2020.06.12 01:42 androiderbr1 meus pais querem decidir quem eu namoro

ola luba,editores,bonecos... bom sou novo no canal desculpa n saber tudo oq escrever aki bom essa é a história q aconteceu cmg e minha namorada desculpa ser longa mais ela ta bem resumida ja bom foi minha namorada q escreveu sabe ta bem dificil passar por tudo isso espero q goste bom eu amuu muito ela e n vou desistir dela nunca eu pretendo casar com ela mesmo sendo minha primeira namorada
Eu nunca pratiquei nem um tipo de preconceito e também nunca sofri nem um tipo de preconceito eu sempre fui uma menina muito de boa com tudo bom eu acha que não ia sofrer, até chegar ano passado nesse ano eu comecei a namorar um menino a gente era da mesma escola e ele era super fofo e gentil comigo e demorou um pouco pra ele me pedir em namoro bom ele me disse que talvez os pais dele não aceitassem por não ser dá mesma religião que a dele , eu sou católica e ele é evangélico bom mesmo assim a gente seguiu com o namoro por que a gente se amava muito, ele me pediu em namoro e no mesmo dia ele foi contar pros pais dele eles não ficaram feliz com isso mas não falaram nada , se passou um mês depois disso e tava tudo perfeito por enquanto ,bom os pais dele nunca quiserem me conhecer e nem saber quem sou e eles me julgavam falava que eu não servia pra filho deles e que era mau influencia pra ele a mãe dele (ela não é a mãe dele de verdade ela é a madrasta) nunca gostou de mim ao contrário da mãe dele verdadeira que gosta de mim (a mãe dele verdadeiro sabe da história já e ela não entende do por eles fizeram isso) por conta da minha religião depois que passou um mês os pais dele simplesmente mandou ele terminar de mim sem motivo algum , ele não terminou de mim e mentiu pros pais dele que tinha terminado e foi assim até chegar janeiro desse ano por que dessa vez a gente eu e ele ia falar com os pais dele pra gente poder ficar junto a gente falou com eles não deu em nada eles não queria então até hoje a gente namora escondido bom até ele fizer 18 anos esse ano e quando ele vai poder falar com os pais e eles não vão poder impedir , eu sofri preconceito por religião e nunca entendi do por que isso sendo que seguimos uma só crença que é acreditar em Deus , acho que as pessoas julgam muito e não vê o que tem dentro como diz o ditado nunca devemos julgar um livro pela capa.
View Poll
submitted by androiderbr1 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.09 11:23 InezinhaDirectioner O Menino... Estranho ;-; (não tenho um bom título)

Oioii Lubisco e todos os seres vivos presentes (sem paciência pra escrever tudo sksk). Essa história é sobre um menino que supostamente "gostava" de mim e muita merda que aconteceu há 2 anos atrás e este ano. Por incrível que pareça TUDO oq vou dizer é 100% real. (bjs de Portugal sou uma grande fã 😗)
Então, há 2 anos atrás uma vez tava com a minha bff do momento num canto do recreio, daí ela precisou de ir ao WC.
De boas, eu fiquei esperando no cantinho e do nada veio um grupo de 2 meninas e 1 menino. Esse menino é dos populares por ser considerado "gato" (não tanto, mas tá). Eles começaram a ser simpáticos e tal, só q eu tava meio desconfortável pq eles tavam a falar cmg como se eu fosse uma bebézinha sem amigos. Do nada esse menino disse: "Olha, eu até namoraria com uma menina bonita como tu". Eu fiquei meio confusa e tal mas apenas ignorei. Entretanto eles foram embora e eu fui procurar a minha bff.
Alguns dias depois tava nas bancadas do colégio que ficam na frente do campo de futebol com umas amigas, e ao nosso lado tinha 3 meninas da turma desse menino (como não quero mostrar o nome dele vou apenas chamar ele de.... Macaco).
Menina 1: Ei, menina Eu: oq foi? Menina 2: Sabes o Macaco? Eu: quem? Menina 1: aquele ali (ela apontou pra ele) ele gosta de ti
Eu depois de ouvir isso fiquei meio tipo "quê" mas fingi q não ouvi nada Do nada esse menino GRITOU SE EU QUERIA NAMORAR COM ELE EM FRENTE DE TODA A GENTE LÁ (a maioria cagou mas mesmo assim)
Eu, como a boa pessoa que sou, gritei N-Ã-O e daí fugi de lá com uma das amigas.
No recreio a seguir a turma dele PENSAVA QUE EU TINHA DITO SIM e tavam todos tipo "oi namorada do Macaco" Eu sempre respondia que não namorava com ele mas elas sempre diziam algo tipo: "gostas sim" "mas ele gosta de ti" "mas ele é tão simpático"
Uma vez tava com a minha turma à espera da professora de Matemática entrar na sala e o Macaco chegou perto de mim e começou a dizer repetidamente: "Inês beija-me, Inês beija-me, Inês beija-me". Eu tentei me afastar mas ele continuava a tentar me convencer a beijar aquela boca nojenta.. Daí uma colega minha reparou na situação e gritou pra eu correr pra dentro da sala pq a stora já tava lá. Eu fui, a correr mais rápido q o Flash, e me sentei no lugar..Eu já tava me sentido salva mas não..
Prof: INÊS NÃO É ASSIM QUE SE ENTRA NUMA SALA!! SAI IMEDIATAMENTE!!!
Eu saí... E ele ainda tava lá ;-; com um sorriso creepy acenando pra mim ;-; eu fiquei batendo na porta até me chamarem e finalmente entrei.
Esse tipo de coisa foi acontecendo de vez em quando (mas não era tão estranho como essa) e chegou um dia que tava à espera de uma amiga minha pq ela tava à procura da lancheira dela e daí esse menino reparou na minha existência e abriu a boca.
Ele: ó Inês, tão todos a dizer que não gostas de mim. Explica-te!!!! Eu não aguentei e comecei a rir muito Eu: mano, eu nunca gostei de ti Ele: ISSO NÃO TEM PIADA!! Eu: tem! ainda rindo Ele: TA BEM! ACABAMOS!! Eu: ALELUIA-
Eu continuei a minha vida e o Macaco já n me chateava. (ele me pediu em namoro denovo e eu rejeitei mais uma vez)
1 ano depois.. Ele ficava constantemente a olhar pra mim (ele não é da minha turma se tiveres confuso, ele é da turma mais velha) mas ele quase nunca dizia nada
Outro ano depois (este ano) ele se tocou que "gostava" de mim denovo
Eu sempre chego muito antes das aulas começarem, tal como ele e o amigo dele. No colégio tem tipo um mini corredor que vai dar ao campo de futebol (pra educação física) e a meio desse caminho no lado esquerdo tinha uma sala onde os alunos podiam relaxar, conversar, etc.
Eu nunca tuve coragem pra entrar nessa sala pq o Macaco e o amigo dele tavam sempre lá. Um dia (detalhe importante: um dia antes do dia dos namorados) o desgraçado do menino chegou perto de mim e disse: "Olha não é preciso teres medo de mim. Podes ir pra sala". Eu apenas disse um ok e fiz um sorrisinho do tipo "saiii da minhaa vidaa~" No dia a seguir eu fui lá de boas, abri a porta e disse "bom dia". Olhei pra eles e eles ficaram mt chocados pq eu era mt tímida. Eu me sentei numa mesa longe deles e eles ficaram de boas. Eu também fiquei de boas e comecei a ver fotos do Harry Styles (cada um com os seus gostos). Esse cantor tem uma música chamada falling e tal e no refrão ele diz "im falling again, im falling again.. FAAAALING" (tradução: falling pode significar ou cair do tipo tropeçar oy tmb pode ser de se apaixonar do tipo "eu tou caindo de amores"). Eu tava vendo as fotos e tal equanto ouvia essa música e no refrão começaram a aparecer gifs dele a cair em palco. Eu não aguentei, eu comecei a rir muito
O Macaco olhou logo pra mim. Ele: Oq é q é tão engraçado? Eu: nada.. Ele: oq é q tás a ver? Eu: fotos de um cantor.. Ele: Quem? Eu: Harry Styles.. Ele: Hm.. Ok.
Uns minutinhos depois ele olhou para mim e me chamou Eu: oque foi? Ele: queres me acompanhar neste dia de S. Valentim? numa voz fofa e simpática Eu: Não Amigo: Ela namora com o amiguinho gay dela Eu: Não namoro não Amigo: Namoras sim Eu: Nós somos amigos Amigo: ta bem vou fingir que acredito.
Ficou um silêncio meio constrangedor. Mas não durou muito
Macaco: Bora jogar à bola aqui? Amigo: Bora
Eles queriam jogar ao jogo dos passes DENTRO DE UMA SALA ESTREITA (é tipo um jogo em que vão chutando a bola pro colega e ele chuta de volta)
Eles foram um pra cada ponta da sala e como óbvio o Macaco ficou perto de mim (CHATOOOO SE AFASTAA AIN) Eles começaram a jogar, de boas, e do nada o amigo dele chuta a bola um pouco alto. Eu me encolhi com medo de levar com uma bola dura de futebol na fussa e o chato abriu novamente a boca
Macaco : não é preciso teres medo, eu não sou q nem o teu amiguinho q n te defende Os dois começaram a rir e eu fiquei calada e séria e eles continuaram.
(Aconteceram outras coisas mas n é nada demais.)
Outros dias depois reparei que essa sala tava em obras. E a duplinha dos animais tavam sentados num banco à frente da sala.
Eu: Ei algum de vocês sabe oq se passa com a sala? Macaco: sim, linda Eu dei um sorriso do tipo "cala a boca" Amigo: ela namora com o outro (ele tava a falar do mesmo amigo "gay") Eu: Eu não namoro com ele, ele é meu amigo Eles ficaram em silêncio e dps o Macaco continuou Macaco: ent, aqui vai ser a sala dos professores e (bla bla bla q não ouvi). Eu: ah obrigada! Ele: denada fofa. Eu: ok tchau começo a andar pro corredor Ele: queres q eu te acompanhe? Eu: haha, não! Tou ótima!
Entretanto outro amigo deles chegou e eles começaram a falar. Do nada chegaram os 3 perto de mim e o chato tentou cantar "Story of my Life" (uma música dos one direcyion) Mas como óbvio ele não podia ser uma pessoa normal a cantar, não. Ele não sabia quase nada da letra por isso ele tava tipo "nanana my life nananana"
Eu me senti mt constragida e comecei a me afastar deles. Graças a Deus uma amiga minha já tinha chegado e eu fui atrás dela. Eles não me perseguiram (ainda bem) O dia continuou normal.
Daí, numa semana tava um clima meio estranho na escola por causa do Covid. Não sabiam se as escolas iam fechar ou não.. E daí na sexta feira decidiram.
Sim, as escolas iriam fechar oficialmente.
Quase ninguém foi à escola nesse dia e meio q não teve aula. Tivemos apenas a recolher os cadernos e materiais que precisávamos e alguns professores fizeram umas atividades simples.
Ao fim do dia tava eu e 3 amigas num canto. Esse canto é literalmente entre uma sala e a sala desse menino irritante. Uma das meninas precisava de guardar uma coisa na mochila, e ela n queria ir sozinha. Elas:..... Eu: eu posso ir Uma amiga: eu tmb Outra: não me vão deixar sozinha pois não?! Eu: Ok vamos todas
Eu já tava em pé e já tava preparada pra sair de lá. Dei uns passos e me deparei logo com esta cena: o Macaco de joelhos em cima de um skate a tentar andar nele. Eu recuei e comecei a rir e eu acho q uma das amigas tmb viu pq ela tmb tava a rir ksks. Esperámos a última amiga se levantar e fomos.
Quando começámos a passar por ele ele tava sentado no skate e essa amiga q viu começou a rir e a dar sinal pra eu olhar pra ele. Continuámos a rir um pouco e fomos esperar a amiga guardar a tal coisa. Entretanto uma auxiliar chamou essa menina pq a mãe dela já tava no portão pra levar pra casa. Ela foi e vi a minha nova bff a entrar na escola. Ela foi lá pta levar os livros que ela não levou. Eu fui com ela e mais uma amiga dela de boas levar os livros dela e passámos pelo Macaco Detalhe: essa amiga dela me shipa muito com ele ;-; Ela: OLHA O AMOR DA TUA VIDA ALI A OLHAR PRA TI E eu, como a lerda q sou, olhei LOGO pra ELE. (alguém me mata)
Uns minutos depois voltei pras duas amigas q tava a falar antes e fomos pra uma mesa em frente da sala dele.
Ele: Inês Eu: sim? Ele: tens bateria infinita nesse telemóvel (celular)? Eu: quê? Ele: ficaste o dia todo com ele e ele ainda tem bateria Eu: ok?.. Ele: quanto é q tens? Eu: 60% Ele: mds
Eu continuei o meu caminho e ele perguntou outra coisa mas eu ignorei. Fui pra mesa com as 2 migas e começámos a ver uns vídeos. Do nada o ar olhou pra mim e disse: vou me tornar em vento Começou a ficar mt vento e o meu cabelo tava a voar pra minha cara ;-; eu tava a tentar afastar e fiquri tipo : PORRA SAI DA MINHA CARA, CABELO!! Daí olhei pro lado e ele tava a olhar pra mim ;-; o pior é q ele não desviou o olhar. Ele continuou a olhar pra mim como se fosse animal do zoo. Eu fingi q n aconteceu nada e continuei a ver o vídeo com as meninas.
Bom Aconteceram muitas outras coisas, mas tou sem paciência pra contar todas. Resumozinho: Até q nos damos bem, ele me diz bom dia, eu digo bom dia de volta.. Mas é aquele tipo de amigos q só se falam numa hora determinada do dia, porém não tão próximos. Ele já me tentou pedir o whats e o insta mas eu não dei pq eu não tenho (ok agr tenho insta mas fds). E por causa da quarentena não nos podemos falar. Eu já entrei na videochamada da turma dele sem querer e foi isso ;-;
Obrigada por gastar o seu tempo a ler esta história bizarra e longa que eu gostava que fosse fake ;-;, bjs tenha um bom dia.
submitted by InezinhaDirectioner to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 15:48 0live_0il__ O "Amigo" Tóxico que destruiu minha vida

(Se puder não mostrar meu nome em video, ficaria feliz... (tmb nem sei se vou aparecer xD))
voz de garota de 14 anos
Olá Lubixco, editores e convidadox. Hoje eu vou contar a história de uma amizade que durante 4 meses conseguiu destrui minha vida. Bom, devo dizer primeiramente que eu estou em um relacionamento (inclusive vamos fazer 1 ano já no dia 11 de julho kkkk) e esse dito relacionamento começou tudo porque eu pedi para um amigo meu (vamos chamá-lo de Tony) se me conseguia arrumar alguém (oh o desespero da minha pessoa ;_;). O Tony falou que ia ver o que conseguia fazer e no final acabou me indicando o seu melhor amigo: um garoto estrangeiro da nossa escola. Os nossos gostos eram todos em comum e tals então no último dia de aulas a gente começou a se falar (Já agora, sou de Portugal, então o final da escola é em Junho e só começa novamente em Setembro). Tempos depois o nosso relacionamento começou, e tava tudo indo super bem. Até que em dezembro o Tony veio me dizer que o Luca (vamo chamar meu namorado assim kkkk) tinha me traído com uma das minhas amigas. Eu fiquei chocada e não podia acreditar (btw, essa menina era uma que eu já vinha tendo ciumes faz tempo). Quando o Tony me falou disso ele disse que eu não podia falar com o Luca sobre isso porque se não a amizade deles os dois iria ser arruínada. Eu fiquei muito incomodada com isso, mas ainda assim não falei nada para o Luca porque não queria estragar a amizade deles os dois. Depois de um tempo o Tony havia mudado de ideias falando que eu deveria acabar com o Luca mas que não podia referir a traição... Eu recusei logo, porque percebi que havia algo que não estava certo. Mesmo eu tendo recusado uma vez o Tony não parava de me chatear até que ele chegou no ponto de ME LIGAR NO MEIO DA NOITE chorando e falando que "não suportava ver que eu não estava ligando nenhuma por ter sido traida, e que ele iria 'fazer merda' (AKA s*ícidio) por eu não acabar o meu relacionamento". Mano, eu só fiquei falando para ele se acalmar e que eu preferia continuar nesse relacionamento. Depois de uma longa conversa eu acabei entendendo que ele estava interessado em mim (Estando ele ainda a namorar).
Tempos depois ele acabou o seu relacionamento por motivos que eu não vou mencionar aqui (porque mesmo já não tendo qualquer laço de amizade com ele, eu tinha lhe prometido que não falaria a ninguém o motivo deles terem terminado, e promessa nunca deixa de ser promessa, não é meixmo?). Bom, depois que eles terminaram o Tony ficou cada vez mais grudante e tóxico comigo... Ele criava discussão por tudo e por nada, ficava pedindo chamada toda a hora, e chegou até no ponto que não me deixava sair com o Luca! Tipo, deixar ele deixava, mas quando eu saía ele ficava me mandando msg tipo "Onde você foi?" "porque não me avisou?" Ou então até mesmo quando eu avisava que ia sair, ele ficava super amuado e "sad"... Depois começou a quarentena. Bom, na quarentena eu não suportava ficar longe do Luca por tanto tempo, então às vezes eu saía de casa de madrugada e ficava andando de mãos dadas pela minha aldeia e tals. Mas, adivinhem só? O Tony criava discussão comigo por eu sair com o Luca, sendo que o Tony queria tmb sair comigo... Enfim, eu não tenho as prints (por motivos q vão ser explicados mais à frente), mas eu não conseguia aguentar mais tudo aquilo, então lhe mandei mensagens falando que já não aguentava mais tudo aquilo e que só queria ter um pouco de liberdade. Ele retribuiu falando coisas como: "Então é assim? Não se esqueça que você só está namorando graças a mim! Como você é mal agradecida! Agora quer saber? Eu vou acabar com o seu relacionamento, vc não merece mais ele". Eu fiquei super chocada com o q ele tinha falado e pedi pra ele se acalmar. Então ele disse que queria resolver as coisas pessoalmente, e para isso a gente iria se encontrar na madrugada da noite seguinte. Eu recusei de imediato pois não queria ver a cara dele novamente, mas depois de ele ter implorado e referido o Luca novamente, eu acabei por aceitar. Eu estava sob tanta pressão e ansiedade que acabei ponderando fazer coisas terrivéis comigo...
Bom, a dita madrugada chegou, a gente se encontrou perto de uma floresta que tem naquela aldeia e fomos para um sitio mais afastado (q era a uns 20 minutos do centro da aldeia, dentro da floresta na zona dos piqueniques (sim, havia uma zona com mesas de piquenique no meio de uma floresta)). Lá a gente começou a falar. Ele ficava dizendo que me odiava e que iria estabelecer regras: A primeira regra era que eu não podia falar disso tudo a ninguém, só poderia falar com amigos de outros países que eu tivesse a certeza que não teriam contacto com o Luca. A segunda regra era que eu tinha de fazer tudo o que ele dissesse. E a terceira regra era que se alguém estivesse desconfiando demais, eu deveria falar com o Tony e aí ele ia me dizer o que fazer. Depois disso ele pegou o meu celular e apagou todas as nossas conversas, para não correr o risco de eu mostrar nada pra ninguém. E em seguida foi na minha galeria procurar por um nuds meu, mas como eu não tinha (pq ja tinha apagado minha galeria para ter espaço livre) ele falou para eu tirar a camisola. Eu fiquei tipo "WTF?" e obvio que eu falei que não. Mas depois ele falou que se eu não fizesse isso as consequências seriam muito piores e ele iria acabar com o meu namoro. Então eu fiz tudo o que ele falou, e no final ele tinha uma foto minha (Luba, espero q c tenha entendido ao que me refiro ;-;). Aí ele falou que se eu contasse para alguém, ele iria mostrar aquela foto...
Depois a gente tava voltando para casa e ele falou "[Meu nome], vc sabe q vc não merece alguém que te traia (Se referindo ao Luca), e saiba que eu nunca te trairia...", ai ele veio me dar um abraço falando "eu não te odeio, pode ficar com tudo o que eu te dei" eu apenas fiquei em silencio, e continuei andando depois desse abraço. Quando chegamos no centro da aldeia ele falou q ia me dar 6 meses para eu poder "ser uma amiga melhor" (exato, pq toda a vez q a gente descutia ele falava que a culpa era minha, pq eu é q fazia toda a merda) e ai me deu outro abraço para se despedir de mim. Eu mesmo assim, pra tentar evitar mais treta e evitar chegar tarde a casa, pq já eram quase 5 da manhã, falei que iria tentar ser uma pessoa melhor, então aceitei esse negócio de 6 meses (plo menos seria meio ano sem problemas relacionado com ele, certo?)
Bom, depois disso eu fiquei finalmente livre, mesmo q só temporáriamente... To com medo de chegar setembro (6 meses depois de março), sei que algo mau vai acontecer...
Mas tá, essa foi a minha história, desculpa ser muito longa, tentei até mesmo tirar certas partes "desnecessárias" e ainda ficou assim esse testamento mds kkk Desculpa tmb se teve falhas no pt-br ;-; Bjs de Portugal <3
submitted by 0live_0il__ to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 05:52 Daniele_Studio Sou babaca por "enganar" alguém?

Olá todos, minha primeira vez aq :3 Tinha minha menina chamada Ingrid(ela provavelmente te assisti, entt "Oi Ingrid kk") Ela gostava de mim, mas ela só dava elogio no começo, então não levei a sério, eu e meus amigos temos esse costume de se elogiar e se xingar. Mas os amigos dela ficavam me falando que ela realmente gostava de mim aí eu fui perguntar pra ela, ela disse que era verdade Mas eu não gostava dela então fiquei na minha, mas todos os dias os amigos dela me falavam pra dar uma chance pra ela e tals(as vezes eles me diziam que ela ia se matar por minha culpa, só pra mim falar com ela), mas eu tinha acabado de sair de um relacionamento que não foi bom e aliás eu não queria namorar a distância, por mais que ela gostasse de mim, eu não gostava mas também não queria o mal dela nem nada. Todos os dias ela postava nos status que gostava de mim, mas eu não gostava dela (fazendo aquele draminha básico) e vinha gente me xingar(guarde essa frase) Eu não tava aguentando mais as pessoas me xingando e mandando eu dar uma chance pra ela, e todas as vezes eu disse que não queria e que eu iria estar iludindo ela e tals, essas discussões viravam brigas. Um dia ela me pediu em namoro, e eu aceitei Pq eu pensei que eu iria gostar dela, eu pensei que daria certo, e ninguém mais veio me encomodar por namorar com ela, só me perguntaram se era verdade. Meu Deus eu me senti muito mal por namorar com ela pq eu não gostava dela por mais que eu tentasse, passou uns dias e eu fui falar com ela, e disse que queria terminar e expliquei pra ela que eu me senti precionada com os amigos dela me xingando todos os dias e falando pra eu dar uma chance, e aí eu acabei dando, mas eu me sentia muito mal por não dar certo, e senti que estava só iludindo ela e eu ao mesmo tempo,ela falei que poderíamos manter amizade se ela quisesse aí ela só disse "tudo bem" Nossa, nesse dia eu chorei muito, muito mesmo pq tava me sentindo mal com isso Aí eu dormi chorando kk e quando acordei eu fui ver os status como sempre faço, e tinha vários status dela dizendo que chorou tanto que precisava tomar muita água, disse que eu terminei com ela. Não demorou muito pra vim gente me xingar por isso, tanto que uma garota disse:
"Você sabe que a Dani é uma vadia, mimada e filha da puta né?" Eu fui lá e falei com a garota (ela era das uma que falava que a Ingrid ia se matar) eu disse: "EU SOU FDP E MIMADA?? EU QUE FICO DIZENDO QUE ALGUÉM VAI SE MATAR POR SUA CULPA? Eu que xingo alguém por não gostar de outra???" Ela me disse: "Ninguém te obrigou a nada"
Eu bloquiei só de raiva, e aí a gente fez um grupo com a Ingrid e com a amiga dela
A gente discutiu(me desculpa, eu não tenho print:() A Ingrid sabia que as pessoas iam me xingar se ela falasse que eu deixei ela triste ou qualquer coisa assim
Eu pedi pra ela parar, e ela não parou Eu disse pra ela: "Você sabia muito bem que qualquer coisa que vc fala na merda dos seus status, todos vão achar que vc é a coitadinha e vão vir me xingar, e aliás quando eu perguntei se vc ia mesmo se matar por minha causa você disse que não, entt pq agora tá se fazendo? Vc queria que isso acontecesse?"
Dps disso tudo eu disse que não queria mais contato com ninguém dos amigos dela e ela (foi a melhor coisa que já fiz) E daí a garota me disse "tá ta desculpa" Eu tava muito putassa con isso tudo é só mandei ela se fuder e que já tava tarde pra isso
Mds parece novela kk Chorei naquela noite tbm;_; Foi isso, um lado de mim diz que eu não fui babaca e o outro diz que fui, entt eu tô meio a meio kk Eai? Fui babaca?
E sim, eu pedi desculpas pra Ingrid por ter namorado com ela.
Edit: esqueci do "Ninguém foi babaca" desculpa , eu não sei mecher nisso KKK
Edit dnv: A prima dela veio falar comigo a uns dias atrás querendo saber meu lado da história, e ela me mandou um print dos Status da Ingrid E ela fala que tá me stalkeando;-----; A Ingrid dps de alguns minutos que a prima dela falou comigo,fez uma conta fake e me pediu desculpas Eu aceitei, mas disse que não queria amizade e nem papo com ela e os amigos. ;-,
View Poll
submitted by Daniele_Studio to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.05 16:00 LuKAXsa Se vc leu parabens se beijo mesmo assim <3

O gado

1 ParteA cerca de 3 anos eu me apaixonei por uma menina ,o nome n será mencionado, namoramos por uns 6 meses mas no final do ano nós paramos de conversar eu tentava conversar e ela simplesmente me ignorava agiu como uma completa babaca comigo o pior é que eu ainda gostava dela muito mesmo depois disso e durante esse tempo eu fiquei me remoendo me perguntado se eu fiz alguma coisa errada.
2 Partequando o ano acabou e 2018 começou eu vi ela dnv mas ela me ignorou completamente como se eu n existisse e depois pelo amigo dela descobri que ela me traiu e nem se deu o trabalho de terminar comigo ,so parou de falar comigo, e depois de descobri que ela me traiu com um cara que ela conheceu no discord eu fiquei muito bravo com ela ,e como um bom gado fiquei me perguntado se eu fiz algo de errado, mas quando eu descobri que ela mentiu pra ele falando que n namorava com ninguém estando namorando comigo eu fiquei muito bravo com ela mas ainda continuava gostando dela (como ja disse como um bom gado) e fiquei assim até o final de 2018 teve uma vez que eu tava tão iludido com ela que briguei com um amigo só pq ele n gostava dela ( eu e esse cara voltamos a nos falar) e assim seguiu ela me iludindo e eu me apaixonando cada vez mais
3 Partequando chego no meio de 2019 teve uma festa da escola e eu fui até encontrei um amigo que tinha saído da escola agente se divertiu muito e acabei apresentando os dois e depois de algumas horas eu fui embora e os dois ficaram "a sós" entre aspas pq era uma festa e tal e depois que cheguei em casa meu amigo me chamo no ZAPwHATs falando que tinha se apaixonado por ela e que ela beijo ele na bochecha eu fiquei "como vcs so conversaram por algumas horas" (detalhe esse amigo ja teve depressão e ja se cortou varias vezes ele foi diagnosticado ia pro psicologo e tudo) e depois eles começaram a namorar e depois de 3 semanas ela traiu ele que nem fez comigo só q ele descobriu pelo amigo dela (Pelo mesmo amigo que eu descobri) e esse amigo revelo pra gente que ela ja namoro com mais de 13 caras sem contar nós dois e chifro todos eles eu descobri que ela usava essa mesma coisa com todos parava de falar com o namorado quando começava a namorar outro e o cara descobria pelo amigo dela e ela iludia esse amigo pra ele fazer tudo que ela quer achando que um dia eles vão ficar juntos.
4 parte ( Final)depois disso eu fui cobrar ela e eu exagerei muito até demais chamei ela de varias e varias coisas e recentemento ela tentou falar com amigos meus pra fazer eles pararem de falar cmg acho q ela me odeia mas n sei ( mas no final ainda gosto um pouqinho dela bem pouquinho)
Essa é a minha historia Oq ce acho dela e eu resumi ela pra n ficar entediante demais beijo e faz sotaque de cearense por favor <3
submitted by LuKAXsa to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.27 15:35 sonic_star_2 Eu queria que as pessoas acreditassem em mim, vissem que eu mudei e mudo a cada dia, mas ninguém parece enxergar

Eae pessoal, tudo bem? eu venho procurado um sub de desabafo e acabei achando esse, e aqui espero que as pessoas me entendam e q eu me sinta melhor compartilhando minhas agonias, essa é minha primeira postagem, então se eu fizer alguma coisa errada me desculpem. Dsclp tbm se ficar meio grande
Bom, a umas semanas atrás eu terminei com a minha "namorada" (A gente n era "namorado", a gnt se gostava e ficava e tal, era tipo namoro mas ela sempre disse q tava mais pra um "a gnt se ama, mas n é nada sério e tal") e eu não tava conseguindo aceitar que tudo tinha acabado, eu amava ela demais e ver ela gostando e postando coisas sobre outra pessoa tinha me deixado meio pra baixo e frequentemente eu passei a conversar com ela sobre como eu tava me sentindo, enfim, passou um tempo e semana passada eu falei com ela de novo sobre a gnt e tal, e no fim da conversa ela falou que ela realmente não sabia mais o que falar, q a gnt já tinha conversado sobre isso e se fosse pra falar comigo sobre esse assunto iam ser as msm coisas, q é algo que não é saudavel pra nenhum dos dois, pq eu to gostando de outra pessoa e vc fica chateado me vendo com outro, então se fosse pra continuar com essa conversa ela ia só me ignorar e voltar a fazer as coisas dela. Na hora eu vi que eu tinha feito merda por n ter aceitado aquilo, e eu tive um flashback e pedi desculpas, que eu não queria que ela tivesse se sentindo assustada por que eu sempre fui um cara de boa com todo mundo e nessa vez até eu me surpreendi pq aquele cara não era eu, eu sempre sou delicado com as palavras e sempre procuro entender todos os lados, mas dessa vez foi diferente...
Eu pedi desculpas logo em seguida e falei q eu nunca pretendi ser rude com ela, ou sla, fazer ela ficar desconfortável, ela é uma pessoa super importante pra mim pra eu fazer algo do tipo, visto q eu sempre me preocupei com o bem estar dela, ela falou "Eh, okay, então eu vou voltar a fazer minhas coisas aqui, boa noite :/" e eu fiquei mt chateado, eu tentei chamar ela depois mas ela n me respondia, eu mande umas músicas pra ela ouvir e falei que eu ia mudar de verdade, e só depois de várias horas ela falou: "BLZ blz, tudo bem, eu só quero relaxar agora" e sla, parecia q tava tudo bem. No dia seguinte eu conversei sobre tudo isso com minha mãe (pq eu e minha mãe temos uma relação mt próxima, eu conto tudo que acontece pros meus pais, eu n tenho nenhum preconceito falando com eles), e ela me falou que as pessoas vem e vão na sua vida, então que não era pra levar muito a sério, e teve mais coisa q eu n vou escrever aqui se não vai ficar gigante, mas ela falou no geral q ia ficar tudo bem e tal, que n era pra eu me apegar mt a essas coisas pq as pessoas vem e vão, tudo na vida é passageiro e são ciclos, e acho que por isso ter saido da boca da pessoa que eu mais admiro nesse mundo me tocou de um jeito diferente, eu botei na minha cabeça que tudo passa e sla, era provavelmente uma dor passageira, enfim, as palavras dela com as da minha mãe meio que me fizeram acordar, eu me senti realmente mudado depois de conversar com ela, ent liguei pro meu amigo que mora no meu prédio pra conversar sobre isso, quando alguns momentos antes da gnt se ligar a minha "ex" me chamou, perguntando se tava tudo bem comigo, e eu falei que sim, e que tinha escrito um texto de desculpas e tal, que eu realmente tava me sentindo mudado, de verdade, eu tava ficando de boa comigo mesmo depois de ser "acolhido" pela minha mãe, e falei que a dura que ela me deu provavelmente foi boa pra eu acordar, se não eu taria me doendo até agora, sabe? Que eu tava conseguindo me distrair melhor com meus amigos e tal, que as coisas tavam fluindo bem pra mim, eu não sentia o mesmo, parece que tudo realmente se "concluiu", sem remorso. Ela também pediu desculpas pelo dia e tal, e ai a gnt conversou um pouco e parecia tar tudo certo.
Eu entrei pra conversar com meu amigo e ai dps de várias horas conversando e nos divertindo eu entrei pra falar com ela e eu vi que ela tinha me bloqueado nas redes sociais q a gnt usa, menos no Whatsapp e no Instagram (q é por onde a gnt se fala geralmente, mas no Instagram ela privou o perfil e me tirou dos seguidores), e eu fiquei meio "Putz vei", na hora eu fiquei meio chateado pra falar a verdade, mas eu entendi e n me senti mt chateado e tal, eu meio q aceitei na minha cabeça que as coisas da vida são ciclos, e que tem gente que vem e vai, nosso relacionamento tava sendo e foi igualzinho ao do filme 500 Dias Com Ela, sem tirar nem por, foi quase 100% fiel sabe? Passou uns dias da gnt conversando um pouco (tamo conversando bem menos, sla, acho q eu n sinto mais necessidade de vir com coisas novas td hora, apesar de eu gostar mt de falar com ela eu converso com ela quando realmente quiser, não falar algo só pra não deixar a conversa morta sabe?) e eu resolvi perguntar se ela ainda tava chateada comigo, pq eu vi que eu tava bloqueado e tal, e ela falou que tipo, eu fui meio estúpido e "assustador" naquela hora, e que ela falou com uns amigos dela (Inclusive um deles q é um talarico """amigo""" meu q no começo da relação tentou ficar com ela sabendo q eu gostava dela só pq sim, ele é assim com tds as meninas q eu gosto, ele dá algum jeito de descobrir com quem eu to conversando e se meter na vida delas, só que dessa vez eu briguei com ele pq eu me cansei de ele roubar toda santa vez minhas namoradas, e dessa vez deu certo pq ela viu q ele era meio tóxico e falou q n ia ficar com ele, eles só voltaram a se falar no meio desse mês pq eles são amigos {por mais q ele seja meio idiota} e pq ele falou que sentia saudades de conversar com ela e tal depois dele postar uns poemas em homenagem a ela, mas eles nem conversam tanto). Esse cara falou pra ela coisas tipo: "Olha as coisas que ele manda pra vc, que ele posta, ele tá doente por você caralho, só vc n ta vendo", e ela me disse que isso aliado as coisas que outros amigos dela falaram sobre a nossa conversa fez ela ver e sla, me bloquear, pq isso já aconteceu com umas outras pessoas que gostavam dela e ela teve que bloquear pq tava malucas por ela, e ela não queria que isso acontecesse comigo.
Na hora eu falei que eu realmente tava mudado (o que eu realmente to) mas que entendia 100% se ela não quisesse me desbloquear, e ai ela falou q ia esperar esses "ânimos" passarem pra ela me desbloquear, até pq os amigos dela ficaram meio preocupados com ela e tal. Desde antes de ontem eu tentei falar com ela normalmente como sempre, mandando meme e conversando sobre a vida e tal, mas ela tava me ignorando (até ai de boa, pq ela faz isso e mts amigos meus tbm, ent de boa com isso, é meio chato qnd isso acontece mas de boa, sem problema algum) mas dessas vezes eu queria conversar com ela pq eu gosto de falar com ela (Eu to chamando ela bem menos, mas de vez em quando eu gosto de conversar com ela pq eu amo falar com ela, ela me entende e com ela eu consigo ser aberto sobre tudo, é incrível falar com ela), mas ela tava ignorando minhas mensagens chamando e tal.
De novo, não é algo que me deixa triste pq ela e mts amigos meus fazem isso, ent de boa até ai, só fiquei meio chateado por que eu vi que ela tinha postado coisa no perfil dela e curtido uns posts de amigos, então acho que ela não queria conversar comigo. Eu quero q ela veja q tá tudo bem comigo, q eu realmente não preciso dela e que eu finalmente entrei em conciliação comigo mesmo e que eu to partindo pra outra, mas q eu só n quero parar de falar com ela pq ela é importante pra mim, q na hora eu perdi a cabeça e ta tudo bem agr, mas parece q as pessoas n tão vendo com os mesmos olhos q eu. E agora entra o título do post, eu tive um certo pensamento depois disso pq sla, eu sinto que comigo as pessoas não conseguem acreditar q eu mudei, ou que as pessoas assumem coisas sobre mim sem saber, eu n sei explicar.
Um exemplo: eu fiz por esses dias um teste pro meu colégio sobre espectro político (n sei se vou ser julgado por opniões políticas aqui kkkkk, mas foca na história), e tipo, meus ideias sempre foram Liberalistas, liberdade de indivíduo, livre mercado, etc. Só que quando eu fiz o teste deu que eu era de Centro (eu não tinha entendido algumas questões direito e admito que acabei respondendo algumas de forma errada, tanto que mais pra frente eu refiz o teste e deu dessa 2ª vez q eu era liberal), eu mandei a foto pro pessoal e a primeira coisa que eles apontaram foi "Caracas, o Matheus é o que teve maior porcentagem de autoritarismo", por isso eu falei q o teste tinha dado meio errado, pq eu como liberalista prezo sempre pela liberdade individual de cada pessoa. Eu falei q isso dai tava meio errado pq eu era liberal e eles falaram "iiiiii ó o cara vindo com desculpinha" e ai entra o negócio que me deixa mais triste, parecem q sla, n vêem que as pessoas mudam. Por mais que eu já tenha apoiado uma visão mais autoritarista, eu mudei, minhas opniões mudam ao longo do tempo, mas por mais q eu tente me justificar, eles ainda não veem nos meus modos q eu mudei
Eu n sou o mesmo de 1 ou 2 anos atrás, 1 ou 2 dias atrás, 1 ou 2 segundos atrás, as pessoas estão sempre em constate mudança, igual diz Heráclito: "Não se pode tomar banho duas vezes no mesmo rio", Tudo flui. Na próxima vez que me banhar no rio, nem o rio será o mesmo, nem nós seremos os mesmos, mas parece q as pessoas n veem isso.
Eu refiz o teste, deu liberal dessa 2ª vez, deu muito mais liberal do que autoritário e eu tentei me justificar, dizendo que eu não tinha entendido algumas questões e tal (o que é verdade), só q essa merda de opinião ainda fica na cabeça das pessoas "Quem tenta se justificar é pq ta com medo de ser aquilo mesmo q chamam ele", ai eu falei com eles e tal, mas é isso q eu to falando, n só nesse caso pq agr com o da minha amiga tá dando pra ver isso acontecendo: Eu tenho certa apreensão, n é nem medo pq eu meio q ja aceitei q se ela sair da minha vida tudo bem, é a apreensão de q sla, ela tenha uma imagem errada sobre mim e n consiga ver q eu realmente mudei, e quanto mais eu tento me justificar parece q para as pessoas essa "impressão errada" q elas tem fica só mais aparente :(
É tipo: Deu q eu sou autoritário ali no teste, por mais q eu tente provar q eu n sou e prezo pela liberdade, as pessoas vão falar "Iiiiiiii, se ta falando de mais é por q ta com medo de assumir" só q mano n é nada disso, e eu n sei fzr com q as pessoas entendam isso, ngm sabe o que ta na minha cabeça, mas quanto mais eu tento me mostrar transparente eles sla, ignoram, n sei explicar velho, isso é mt chato pq eu posso ser 100% honesto com os meus amigos q eles n veem q eu mudei. Com a minha amiga eu sei que eu sempre pude falar com ela sobre tudo e sempre fui 100% honesto com ela, e ela sempre pareceu me entender, só q agora parece q sla, eu to com medo dela ficar igual meus amigos, pensar q eu só to falando q ta tudo bem de verdade e pra ela n me odiar e parar de falar comigo. O problema é q sla, mesmo eu falando q tá tudo certo de verdade, ninguém parece acreditar, é foda, eu queria q as pessoas vissem pra mim e falassem "Ó cara, eu reamente acredito q tu mudou", mas n é o q acontece. Eu to realmente 100% de boa com ela, apesar de eu estar chateado pq ela ainda n me desbloqueou e me ignorar de vez em quando, mas eu quero acreditar q isso vai vir com o tempo, eu só fico meio sla, triste pq eu me mostro transparente com as pessoas e elas falam "Po, vc n é assim n kkkkkkkk". CARALHO VELHO, ELAS TÃO NA MINHA CABEÇA POR ACASO PRA SABER COMO EU TO? PRA FALAR COMO EU SOU? ELAS SABEM MAIS DE MIM DO QUE EU MESMO PORRA? NÃO!
Então eu acho q as pessoas tinham q sla, começar a ver o mundo do mesmo jeito q eu passei a aceitar e acreditar mais nas pessoas depois de um tempo (sla, por mais q aquele meu amigo talarico por exemplo tenha se desculpado comigo, eu sei q de verdade ele ainda tá puto pq n deu certo ele roubar minha namorada dessa vez e quer me fuder {ele fala mt merda de mim pra ela, sempre falou na verdade, e justamente por isso ela deixou de falar com ele por um tempo}, mas mesmo assim eu n vou insistir e ficar debatendo, se ele disse q realmente mudou mas n mudou, ele só vai estar mentindo pra si mesmo, fazer os outros acreditarem que ele é legal pra depois quebrarem a cara, sabe? Ou sla, outras coisas q acontecem q eu acredito realmente na mudança das pessoas sabe? Eu queria q as pessoas me vissem com os msm olhos q eu vejo elas, vendo q as pessoas mudam, mesmo q sla, em um pedaço pequeno de tempo, como foi comigo q demorou menos de 2 dias pra eu conseguir aceitar q tudo acabou e tirar minha amiga da minha cabeça
Outro e último Exemplo: Eu tava pra editar um vídeo de um amigo meu lá q falou pra eu fzr o vídeo ficar engraçado pra ele postar. Eu nunca recusei fzr essas coisas, sempre q meus amigos precisam de algo q eu posso ajudar eu ajudo, só q dessa vez eu realmente tava sem inspiração pra editar, elaborar as piadas do video, tlgd? eu n tenho agora a msm "engraçadez" de um tempo atrás, e eu falei isso pra ele: "Olha, desculpa, eu posso tentar mas eu n to mt com idéia ultimamente pra editar vídeo, eu n to mais conseguindo fzr os ngc engraçado, então se n ficar engraçado de boa?", e tipo, ele falou "N po, de boa, entendo 100% como é, mas vc consegue cara", e tipo, sla, esse amigo meu foi super de boa, mas tenho certeza que se fosse com alguns outros q eu tenho eles iam falar "Caralho, então vc ta falando q n quer editar pra mim? sendo q tu ta ultimamente editando uns videos de memes curtos? (eu tenho um canal no ytb e agr na quarentena eu to postando direto uns vídeos curtos engraçados q eu edito, já q eu n to com cabeça pra editar vídeos longos e elaborados, sabe?) isso pra mim é desculpinha pq n quer editar pra mim" tlgd? e sla mano, isso é idiota de mais kkkkkk pq por mais q eu tente mostrar e fazer eles entenderem q sla, eu n to com cabeça pra editar vídeo msm, elaborar piada ultimamente, eles n entendem velho, e isso é uma bosta pq parece q é de propósito. Se fosse eu no lugar deles eu provavelmente ficaria sla: "Po qq ta acontecendo com vc? quer ajuda? eu ajudo a editar se quiser" ou "Po te entendo perfeitamente, tudo bem, outro dia se tu ficar melhor pode fazer, mas se n quiser sem problemas :3" sabe? Eu queria q as pessoam vissem como eu me sinto por dentro, ou que eu mudei minhas opiniões e jeitos, mas quando eu tento mostrar as vezes nem funciona e sla, o pessoal ignora, queria que vissem q eu realmente mudei, mas n vou forçaempurrar q eu mudei pra eles, eu quero q as pessoas enxerguem q eu realmente mudo a cada dia, mas sla, as pessoas n parecem ver isso
Provavelmente se esses meus amigos vissem q eu postei esse texto aq eles iam falar "iii olha lá, o cara tá fazendo draminha, ta postando no reddit só pra provar q ele mudou, e quem tenta provar as coisas de mais é pq ta com medo de estar errado"
É foda :/
submitted by sonic_star_2 to desabafos [link] [comments]


2020.05.02 18:05 vel0w Uma competição desgastante

Olá

bom, esse é meu primeiro post aqui, não se se estou fazendo certo mas preciso desabafar sobre o q anda acontecendo comigo
Bem, eu namoro a quase 2 anos, uma menina linda e maravilhosa, por sorte do destino não poderia pedir mulher mais perfeita q ela
Nós trabalhamos e sustentamos a casa com o mesmo trampo, desenho. Arte e comissões são nosso amor, e fazemos isso à muito tempo. Sempre incentivei ela, amo os desenhos dela (foi esse o motivo q nos fez se conhecer até) eu sempre digo que a arte dela é incrível, e realmente, muita gente também dis o mesmo, afinal, ela já é bem conhecida no meio q trabalha.

Porém o motivo do meu desabafo é: eu sempre apoiei ela, mas quando eu começo a receber um pouco de atenção com os meus desenhos ela fecha a cara na HORA.
À um tempo isso vem acontecendo, quando eu falo sobre minhas idéias de adopt (personagem pra venda) ela fecha a cara, fala de forma extremamente seca "vão vender, tudo SEU vende uff".
Já tentei conversar com ela, não quero me sentir foda, nem q ela me bajule, só queria um pouco de incentivo e apoio verdadeiro, coisa que sempre faço com ela.

um post meu hoje chegou a 10k de likes no twitter, e isso nunca havia acontecido, eu to extremamente feliz, mas tenho que fingir q nada ta acontecendo, me conter, e não falar nada, com medo dela fechar a cara AINDA MAIS, ja q ela ta assim dês do dia q eu estava falando da ideia do post.
isso ta se tornando desgastante, não consigo conversar com ela sobre nada, eu só quero crescer pra que possamos ter tudo de melhor, mas ela fica com esse ciumes terrível, e ta cada vez pior
bem, não sei o q fazer, só gostaria de tirar um pouco de peso das costas .
submitted by vel0w to desabafos [link] [comments]


2020.04.21 07:20 sonyashnyki Eu preciso colocar isso pra fora

Ok, eu namoro uma menina há 1 ano, e esse tempo inteiro juntos conseguimos brigar quase todos os dias, e basicamente tudo é culpa minha, mesmo ela não falando, eu sei que é. Os pontos são: ela insiste muito em algumas coisas, (há um tempo atrás eu pedi um tempo, precisava reorganizar a minha cabeça, ela insistiu e eu acabei cedendo. Quando ela pediu isso, eu acabei deixando, pois acredito que cada um precisa do seu ''espaço'', e se ela tinha me pedido aquilo, creio que realmente ela precisasse daquilo. Bom, ela surtou) sobre ser uma pessoa meio ''inativa'' nas conversas, e por assim vai. A gente é literalmente o oposto em tudo, desde estilo musical até visão de mundo, não que isso seja um ponto negativo, mas muitas vezes eu não sei o que falar com ela, por não ter conhecimento do que ela gosta. Quando essas brigas acontecem, é normal que a gente fale algumas coisas da boca pra fora, mas são sempre os mesmos pontos. Eu tentei e ainda tento dar o máximo de mim para mudar esses fatos que ela me apresentou, inclusive vi o inicio de uma melhora, mas toda vez que a gente briga, parece que tudo que eu fiz foi em vão, o quanto eu me senti impotente por não corresponder o minimo, é tudo descartado a cada briga que a gente tem. Há dias em que ela me elogia, alimenta o meu ego, me trás a esperança de que isso tudo vai passar, e logo após, contradiz tudo. Ela me monta em 10 dias, e me desmonta em 1 minuto. Eu amo muito ela, só que eu não tenho ideia de como me mudar, ou mudar a situação em que estamos, não acho que terminar seja uma opção, eu só estou ficando cansado. Desculpem se o texto ficou confuso, não sou bom com palavras, por favor alguém me dá uma luz.
desde já, grato
submitted by sonyashnyki to desabafos [link] [comments]


2020.03.25 20:41 Upa-upa-puxadote Arrufos em Alto-mar

A sereia atonou até à cinta, de rompante. Com os punhos amuados, maltratou a frol das ondas, chapinhando com veemência. Uma vaga mais forte encapelou-se, mas a sereia, graciosa e lesta, esgueirou-se ao arrastão. Desenvolta, sacudiu os cabelos cerúleos, que chibataram o ar, com um rasto de respingos salgados. Então gorjeou para o navio, para que o Corta-línguas traduzisse.
«Então?» instou o fidalgo, debruçado sobre a amurada, rabeando os olhos entre a sereia e o Corta-línguas «Qual é a resposta dela?»
Engoliu em seco. Já tinha os cantos da boca inchados e vermelhos, com boqueiras. Suspirou e, num tugido, acanhado e cabisbaixo, explicou:
«Ela recusa, senhor. Diz que não quer…»
«Mas explicaste-lhe que a amo? Disseste-lhe que não suporto a ideia de viver sem ela? Que a quero desposar, a ela e a mais ninguém?» teimou o fidalgo, tomando o Corta-línguas pelos colarinhos à força e obrigando-o a arrostá-lo de perto.
«Sim, meu amo», afiançou fitando-o, amedrontado.
«E ela quê?»
«Não quer…» encolheu os ombros, esmorecendo-lhe a voz.
«Diz-lhe outra vez, caramba!» exaltou-se o jovem nobre, arrojando-o contra a amurada da embarcação.
O Corta-línguas expirou fundo. Procurou recompor-se, como pôde. Deitou dois dedos aos cantos dos lábios, esbeiçou, e soltou um trinado. Esmerou-se por encontrar as palavras certas, os tons mais adequados para veicular os votos de amor do nobre.
A sereia, porém, atalhou-lhe a cantiga. Chapou as águas com a cauda.
«♫ Escusas de traduzir… Já sei o que é. Está a dizer que me ama, outra vez, não é? Põe-se sempre com olhinhos de carneirinho mal-morto, quando diz que me ama…♫» bufou a sereia, cruzando os braços e deitando-se de lado sobre as águas que, entretanto, haviam serenado. Apartou os cabelos da frente dos olhos e relanceou para Duque, sondando-o. «♫ Ele aceitou, ao menos?» Inquiriu a mulher-peixe.
«♬ Hã… não… nem por isso ♬»
«♫Olha, temos pena ♫», resmungou. Sem meias-medidas, deu um salto de golfinho à rectaguarda, e embrenhou-se nas profundezas, com um chapão aparatoso, cortando abruptamente com a conversa.
«Então, ela que respondeu?» tornou o Duque.
«Que é uma pena»
« "uma pena”? Como assim “uma pena”?»
«Diria que vos estava a rejeitar, meu senhor»
«Como dizes?» atroou o fidalgo, o sobrolho içado de indignação «A mim? Rejeitar-me, a mim?» recachou, deitando uma mão ao peito com afectada teatralidade. Depois, como se a ideia se lhe afigurasse um absurdo ridículo, bufou uma gargalhada abafada. «Qual quê! Foste tu!» rematou, empurrando o Corta-línguas contra a amurada. «Seu burgesso», tornando a tomar o intérprete pelos colarinhos «Foste tu que a insultaste, de certeza. Foi alguma cadelice que lhe disseste. Foi a ti que ela rejeitou!». Agarrou o Corta-línguas pelo cachaço e, numa guinada, voltou-o e debruçou-o sobre a amurada, pronto a larga-lo borda fora.
«Fica sabendo, há anos que a namoro. Anos.» frisou «E nunca me rejeitou. Nunca me dirigiu, se não sorrisos e meneios».
«Perdão, senhor. Mil perdões… tenha piedade» o Corta-línguas desdobrava-se em desculpas. A fola das ondas cada vez mais próxima, abafava-lhe a voz.
«Meu amo» interrompeu o Capitão da embarcação
«Sim?!» respostou, sem se dignar a encará-lo «Estou ocupado» acrescentou, entredentes, esboçando um sorriso de fera.
«Os homens da chusma têm fateixas e redes. Com a Sua vénia, facilmente a apanhamos» informou, secamente
O Duque largou o Corta-línguas. E pôs-se a congeminar.
O Corta-línguas apeou-se. Afastou-se da amurada e, ainda ofegante do susto, advertiu o fidalgo impetuoso, munido de uma coragem que desconhecia possuir
«Se o fizerdes, meu amo, ela nunca vos perdoará. Nenhuma mulher, nem as que são meio-peixe, se quer ver cativa. Guardar-vos-á rancor.» os olhos do fidalgo relancearam para o Corta-línguas, as pupilas trémulas. «As sereias cativas acabam por morrer subitamente, senhor. É sabido. Desfalecem, vítimas de banzo do mar e melancolia do cárcere. Não o façais. Crede-me.» asseverou o Corta-línguas.
«Amo-a» repetiu o fidalgo «Quero-a por esposa. Mas quero-a com pernas, não com rabo de peixe. E é possível» expendeu, deitando a mão ao interior do jaqueta de onde sacou uma garrafa de vidro da boémia «com este elixir- garantiram-mo, com certeza absoluta- ela há-de perder o rabo de peixe e ganhar pernas. Sofridamente, é certo.», reconheceu «Mas tão-só por três dias, nada de mais… depois já a poderei apresentar a meus pais» tentou obtemperar, ainda.
«Chama por ela, Corta-línguas» rogou o nobre, já de olhos marejados «Por favor…».
«Por duas vezes lhe expliquei os seus planos, meu amo. Mas ela não acede.» encolheu os ombros «Aliás, ela pretende que Vossa Mercê se junte a ela, nas profundezas marinhas. Diz que conhece uma bruxa do mar, capaz de vos transformar as pernas numa bela cauda de peixe. Sem quaisquer dores ou padecimentos…» relatou.
«Essa é que era boa! Eu? De rabo de peixe? Era o que faltava… olha que esta…» desdenhou o jovem. «Anda lá, chama por ela outra vez, Corta-línguas… à terceira é que é de vez…» ordenou, enxotando-o com adamanes, para ao pé da amurada.
Resignado, o Corta-línguas pegou no búzio e quando se preparava para tornar a cornetar, reparou que a sereia continuava por perto, observando o navio, debaixo de água. Assim que o viu de búzio nas mãos, subiu à superfície. Ansiosa, trissou:
«♬ E então? Já ganhou juízo, o meu príncipe? ♬»
«♫Tem dó, filha do Mar. Ao meu senhor não basta ter uma cauda de peixe. Ele não consegue respirar debaixo de água. Tu bem que podes respirar dentro e fora dela, mas ele não! ♫» pleiteou o tradutor.
«♫ Já sabia… Eu já sabia» barafustou a sereia «Vem sempre com desculpas… Sempre… não é capaz de fazer um sacrificiozinho que seja. Não!» rematou, amuada.
Mas antes que o intérprete pudesse dizer fosse o que fosse, a mulher-peixe voltou-se para o encarar «♫ Quando se ama uma pessoa faz-se sacrifícios por ela. Quantas vezes não me esfolei sentada, em escolhos e rochedos, para nos encontrarmos? Quantas vezes não ressequei ao sol? Constipei-me noites sem-fim, à custa dele… E ele não é capaz de se livrar daqueles penduricalhos horrorosos, por mim?» cruza os braços, abespinhada. «♫ Diz… diz-lhe que não posso ser sempre eu a ceder. Ele também tem de fazer sacrifícios, se quer levar esta relação avante ♫» pediu a sereia
«♫Menina das ondas… tem dó… ele não é capaz de respirar debaixo de água» tornou
«♫ Chega! Estou farta de desculpas parvas. Eu… eu também gosto dele… eu quero ter os alevins dele, mas como é que vou fazer isso se ele não pode ir à desova? Vou pôr as minhas ovas onde? Na boina dele?»
«Corta-línguas, então? Ela aceita?» intrometeu-se o Duque, impaciente.
«Está a recalcitrar, senhor. Ela está… está mesmo enfadada consigo»
«Às coas!» gritou o Duque, voltando-se para os marujos «Não ficai aí especados, às coas! Já disse.» ordenou, apontando para as redes. «Ai ela está com coisas? Vou enfiá-la num tanque por um mês, a ver se ela não muda já de ideias…»
Os marujos ficaram quedos. Sem saber o que fazer. «Capitão, que se passa com a chusma? Engajaste uma pandilha de moucos?»
«Meu senhor, a chusma recusa-se a apanhar a sereia. São gente simples, sabe… cheia de superstições e abusões de marinheiro…. Macaquinhos no sótão, sem pés nem cabeça, é certo… Mas, estão convencidos de que se apanharem a sereia vão enfurecer os mares…»
«Enfurecer os mares?»
«Sim, excelência, o grosso da chusma são pescadores e eles temem que o povo do mar se revolte contra eles se se souber que eles andam a raptar sereias…»
«Cambada…» vociferou o príncipe «Fica sabendo, quando atracarmos vou mandar-vos açoitar. A todos. Ides encher-vos de tantos vergões que até as camisas na pele vos hão-de doer» ameaçou
«Por favor…» o Corta-línguas pediu silêncio «Ela está a dizer qualquer coisa»
«♫ Já me chega» resmoneou a sereia «Vou-me embora. Dragomano, diz ao meu príncipe que se decida de uma vez.» inquieta.
De seguida, acrescentou ainda «E diz-lhe que eu sou uma sereia séria. Não vou andar com ele por aí, feito estrela-do-mar de quatro braços. Se só ele quer andar por aí na marmelada nos areais, há outras sereias sirigaitas, que de certeza que não se hão-de importar.»
«♫ filha do Mar… por favor...»
«♫ Ei! Ainda não acabei. Sou uma sereia adulta, casadoira, preparada para desovar. Se ele, deveras, me ama, então que arranje uma cauda de peixe e guelras, como um tritão normal. Caso contrário, já não quero saber dele para nada. Conta-lhe.» intimou
O Corta-línguas reproduziu o ultimato da sereia o melhor que pôde.
«Ah, insolente!» Barafustou o Duque «Olha, diz-lhe que vá bacalhoar, então» e virou costas
«♫ Ele que respondeu?»
«♫ Não quer a cauda» encolheu os ombros o tradutor
«♫ Ai é?... polvos o fodam» e submergiu, com um chapo violento
submitted by Upa-upa-puxadote to escrita [link] [comments]


2020.02.14 14:34 kakashi988373738 ME APAIXONO FÁCIL POR QUEM ME DÁ ATENÇÃO

Sou solteiro, namoro há 8 anos. Sou bem sucedido financeiramente, tenho um bom emprego, carro e apartamento. Hoje, por exemplo, fui cortar cabelo e tinha uma menina linda que lavou o meu cabelo. Ela me lembra muito uma pessoa do meu passado. Até achava que era ela. Enfim, to pensando nela o dia inteiro. Nem sei se ela eh afim de mim, provavelmente não. Mesmo porque ela sabe que eu namoro. O pior é que o meu relacionamento não é ruim, mas tá longe de ser bom. Sei que vão falar pra eu terminar , que minha namorada não merece e etc... não é fácil . Acho melhor continuar nessa paixão platônica. E continuar no relacionamento. Mas que morena cheirosa e linda..
submitted by kakashi988373738 to desabafos [link] [comments]


2019.11.07 03:10 gbrlm_ to afim da minha melhor amiga, é recíproco mas eu não sei oq fazer e to mal socorro meu deus que título horrível mil perdões

(que título merda eu sei me dsclp ai sei lá flw)

Antes de mais nada, já peço desculpas pois isso aqui muito provavelmente vai ficar confuso. É a primeira vez que eu venho aqui, são muitas informações (ok, talvez nem tanto, acho que é eu que consigo complicar td) que vão ser jogadas de uma forma meio bagunçada e td isso se alia ao fato de eu não estar muito bem neste exato momento. Mas fodase, eu preciso pôr isso em algum lugar pra desafogar um pouco ent... fazer oq? Bamo:
Dando um pouquinho de contexto antes: Sempre fui alguém muito fodido em questão de amizades e socialização, sou extremamente tímido e inseguro quando se trata desse tópico. Eu sempre tive noção disso, mas simplesmente convivia e nem ligava mto, porém, pro fim do ano passado pro começo desse (tenho 16 anos a propósito) eu comecei a parar pra pensar bastante nisso e é algo que me deixa MUITO triste. Consequentemente eu passei a me torturar bastante com pensamentos como "não tenho amigos" e coisas do tipo. Enfim, após uns meses de aula, as vezes feliz, as vezes triste, me aproximei de uma colega minha, já tinha um tempo que eu queria ser amigo dela, pois vi q a gente tinha coisas em comum, gostos parecidos e ela parecia (e é) uma pessoa mto legal. Nossa amizade foi ficando bem forte (e até que rápido se considerar que eu sou um total fodido se tratando de ter contato com os outros e ela tbm tem uns problemas meio que parecidos), com isso, minha mente fodida já tratou de começar a planejar a rasteira que ia me dar e eu passei a pensar se eu só queria a amizade dela msm ou se eu estava sentindo algo a mais. - pequeno porém longo parêntese agora: vendo o quão >dodói< eu sou, não deve ser difícil de imaginar tbm que nesses 16 anos eu nunca tive contato amoroso com qualquer garota. nunca tive relacionamento, contato sexual, nunca beijei, nunca fiquei, nunca... NADA tlgd? e claro, minha dificuldade em falar com meninas é maior doq com meninos, logo, dos pouquíssimos amigos que tive durante a vida, todos foram garotos. pronto, fim do "pequeno" não-parêntese - retomando: fui lidando com esse sentimento como sempre fiz qnd me interessei por outras meninas, guardei pra mim e esperei passar (eu me odeio dms pqp). E conforme os dias foram avançando, eu me interessei por outras meninas tanto no colégio quanto fora dele, e pensei ter me entendido cmg msm, e que tudo não passava de uma confusão da minha cabeça devido ao pouco contato próximo com meninas durante minha vida e que no fim, eu só queria ser um grande amigo dela msm. Só que agr que começa o verdadeiro problema, há +ou- sla, 2-3 semanas esse pensamento voltou, nós nos aproximamos ainda mais e ela então me fala que queria falar comigo sobre o namoro dela. Ela contou que o relacionamento aparentava estar desgastado já, e que também, ela estava pensando muito em outra pessoa nos últimos tempos. Ela acabou terminando com o cara, e pouco depois em um "surto" (anteontem) me contou que eu era a pessoa que ela não parava de pensar (e com o comportamento dela nos últimos dias, isso já tava meio que na cara pra mim). E agr é aonde eu me encontro no momento em que escrevo isso aqui. Isso devia ser algo muito bom né? eu gosto MUITO dela, é uma pessoa maravilhosa e estar do lado dela durante o dia não só é oq mais me dá vontade de ir para aquele colégio (senão a única coisa) como é o ponto mais alto do meu dia. E dps de tudo isso parece óbvia a atitude que eu devia tomar, só que cara... eu simplesmente não sei oq fazer kkkkkkkkkkk (to chorando real pqp eu odeio minha cabeça). Minha mente tá MUITO confusa e em um turbilhão de dúvidas e pensamentos no momento. Eu não to conseguindo chegar a qualquer tipo de conclusão e hoje eu já entrei no estado de pirar e até chorar só de pensar em tudo isso e não saber oq fazer. Não sei se é medo de perder a melhor amizade que eu já tive, se é só meu lado covarde surtando com meu medo de mudanças drásticas na vida, eu não sei. não sei. Penso que, se eu falar oq sinto e tentar algo isso pode acabar dando errado e tudo ficar estranho entre a gente e eu acabar magoando ela. Assim como também penso que se eu recuar e falar que é melhor a gente só continuar como amigos, tudo vai ficar uma merda entre a gente e adivinha: eu vou acabar magoando ela. Eu tenho um carinho IMENSO por ela, e deixar ela triste, ainda mais imediatamente após um término que com ctz não tá sendo fácil pra ela é a última coisa que eu quero e só de pensar nisso eu já fico mal (e o fato de eu estar BEM mal agora provavelmente é pq eu meio que já to fazendo isso no momento). Porém... eu não sei oq eu quero, esses dias a gente saiu junto e eu tava certo de que tava mto apaixonado por ela, todos os dias ela é de LONGE a coisa em que eu mais penso, porém por algum caralho de motivo eu to em parafuso agora e simplesmente não faço a mais puta ideia doq eu quero.
enfim, é isso, se alguém leu isso aq até o final eu agradeço a vc. agr se me der licença eu vou chorar mais um pouco.
submitted by gbrlm_ to desabafos [link] [comments]


2019.10.20 01:39 Adribaka #turmafeirababaca

Oi Luba, editores e turma, essa história aconteceu esse ano e eu realmente queria saber se eu fui babaca ou o menino(na verdade eu sei que foi ele mas queria ouvir a opinião de mais pessoas). Ok vamos começar: Eu sou de Santa Teresa, uma cidadezinha quase esquecida no Espírito Santo e eu comecei meu 7° ano esse ano e eu tava muito feliz por isso pq minha mãe tinha falado que eu tinha reprovado(se arrependeu da trolagem quando eu comecei a chorar), e por minha sorte estava na mesma sala que meu bff Henrique(citarei nomes to pouco me lascando pro que eles vão falar ou pensar) e eu gosto muitooo de desenhar e em uma aula de ensino religioso a professora pediu pra gente desenhar um monstrinho, era algo pra mostrar que todos eram diferentes ou algo assim, e foi ai que eu tinha achado que tinha conhecido o meu rival Arthur mas nós nos demos muito bem inclusive nossa primeira conversar foi de Undertale. Papo vai e papo vem chegou o mês do niver dele, obviamente eu não sabia mas fiquei surpresa que ele fazia niver no mesmo dia da minha mãe, mas antes do mês do niver dele eu tinha notado uma coisa: EU ESTAVA GOSTANDO DELE! E pior isso foi depois que eu fui na casa dele e conheci a mãe dele, que pôr mais que fosse uma mãe solteira que estava namorando ela era muito gentil e bonita e estava gravida da irmã dele, sério ela criou o Arthur quase que sozinha até conhecer o pai do irmão dele. No dia do niver dele eu decidi me declarar e AH! Ele sentia o mesmo! Fiquei muito feliz mas todos sabemos que felicidade de pobre dura pouco, com uma ou duas semanas de namoro ele mandou uma mensagem pra mim numa sexta feira dizendo que queria falar comigo e na segunda ele faltou e depois não falou mais comigo. Resumindo... Ele saiu espalhando que eu era abusiva e abusava da boa vontade das pessoas e pediu para todos os meus amigos se afastarem de mim, até o Henrique! Eu fiquei muito triste mas muita gente ficou no meu lado inclusive minha mãe querida, no começo desse mês ele começou a espalhar que eu era lésbica pra outra sala eu não sou mas mesmo que fosse, ELE NÃO TINHA O DIREITO DE SAIR ESPALHANDO! E o pior, ELE IA FALAR COM A CONSELHEIRA/COORDENADORA DE CORREDOR QUE EU ESTAVA FALANDO MAL DELE! Então eu tomei atitude e pedi para minha professora de português que gosta muito de mim pra deixar eu ir falar com a moça do corredor, que é apelidade carinhosamente de Jô, e ela falou com ele e deu uma bela de uma conversar pra ele parar. Eu me sentei longe dele mas não deixei de notar que ele não parou de fofocar de mim, mas o karma bateu e nessa sexta feira dia 18 eu soube que ele recebeu um fora de uma menina muito bonita. E eu só queria falar que realmente falei um pouco mal dele mas não igual ele estava falando de mim e sou realmente meio abusiva e possessiva pq tenho trauma de abandono e tenho medo de ficar sozinha sem amigos de novo. Desculpa ficou muito longa mas fazia tempo que eu queria falar disso com vc <3 Então Lubisco, Lubinha, príncipe da minha vidinha, quem foi o babaca? E oq vc acha que eu deveria fazer para superar o meu trauma e pra isso não acontecer de novo?
submitted by Adribaka to whostheasshole [link] [comments]


2019.10.10 06:44 pinho07 Como escolher o amor da sua vida? Se é q existe o amor da sua vida...

Estou confuso quanto a começar uma vida amorosa, nunca namorei, mas posso começar em breve, só preciso me decidir. Sei q pode parecer estranho alguém tratar coisas do coração de modo tão racional, como se fosse natural controlar o momento de amar ou não. Considero o namoro um relacionamento muito sério q exige tempo, paciência, maturidade, respeito, etc. Tenho medo de causar sofrimento na outra pessoa por não saber amá-la suficiente ou então criar falsas expectativas ou então me frustar com o término desse relacionamento sendo preterido. No fundo, fico achando nunca ser bom o bastante para o outro, enfim... inúmeros medos bobos. Acredito q a união de dois seres é algo de extrema importância na nossa vida, não q seja imprescindível ou obrigatória para se ter uma vida melhor, mas dessa união podemos dividir o peso da vida e crescer em amor, alegria, paz e harmonia.
Outra coisa q meio q acredito, mas tbm não estou convicto se é verdade, é se temos de fato uma pessoa ideal para vivermos uma experiência afetiva. Alguns dizem alma gêmeas, tampa da panela, outra metade, etc, como se antes de nascermos já estivesse "escrito nas estrelas" q teremos uma pessoa q está em algum lugar do universo e no momento mais apropriado iremos nos encontrar e a mágica vai acontecer. Meio q acredito nisso pq pra mim é fato q acontece com muitas pessoas ao se ver "um certo alguém" ter sensações marcantes, aparentemente inexplicáveis, tendo o coração batendo mais forte. Uns dizem q é química, outros q é afinidade magnética, outros q são relações advindas de vidas passadas. O famoso "amor a primeira vista". Dentro dessa lógica imagino q pra ser uma união legítima deve haver reciprocidade, tenho q perceber ou sentir q o outro naturalmente tbm sente algo diferente por mim.
Mas tbm entendo q talvez toda essa história seja uma distorção romântica das relações humanas, afinal não temos como precisar ao certo todos os níveis do envolvimento emocional, existem heurísticas, vieses, circunstâncias q manipulam nossas sensações. Quantos casos existem de casais q juravam ser par perfeito e depois se desiludiram ou o contrário, pessoas q a princípio nunca se imaginaram juntas e depois passam a viver "felizes para sempre".
Diante disso, quando me sinto atraído por alguém interpreto q não necessariamente isso quer dizer ser preciso um envolvimento amoroso mais sério, busco controlar meus sentimentos e mesmo estando interessado procuro não demonstrar. Espero o tempo passar pra saber se realmente gosto da pessoa, busco conhecê-la melhor, quero ter a certeza de não ser "fogo de palha" ou uma paixonite de adolescente.
Diante de tudo isso, fico na dúvida: será q se começar a namorar com tal pessoa estarei namorando com a pessoa certa na minha vida? Ou será q tenho q esperar mais um pouco? Na escala de 1 a 10 da reação química ideal entre dois seres talvez essa pessoa q acho ser a pessoa certa está no nível 9, pode acontecer de na semana seguinte encontrar outra q está no nível 10 ou seria 9,9? Esse jogo do amor é perigoso, parece q funciona na tentativa e erro, não quero crer na maldosa frase "enquanto não encontro a pessoa certa, vou me divertindo com as erradas".
Estou num dilema, há mais de um ano tive um encontro fortuito com uma menina bem reservada da faculdade, trocamos olhares e conversas, e me senti muito impactado e atraído por ela. Juro q desde então nunca mais deixei de pensar nela, acho q em todos os dias. Peguei o contato dela, depois disso tivemos conversas esparsas pelo zap, temos muita afinidade de ideias e até chegamos a nos encontrar em alguns finais de eventos q curtimos em comum, mas como já era tarde da noite e o ambiente tumultuado só ficamos nos abraços e sorrisos. Na faculdade é difícil nos vermos e quando isso acontece é sempre corrido, estudamos de noite e os horários não batem pq somos de cursos diferentes. Eu tbm meio q fujo dela, ando pelos corredores evitando encontrá-la, pq não saberia como reagir. Não gosto de estender muito as conversas, pq perco um pouco do controle quando a vejo, fico pálido e me dá taquicardia, não gostaria de demonstrar às claras meus sentimentos. Na vdd, nem conheço ela direito, isso td pode ser fantasia da minha cabeça, devaneios pretensiosos, às vezes ela só me trata como um amigo distante, apesar de já ter me surpreendido com uma demonstrações de carinho fora da faculdade por meio de um bilhetinho escrito a mão q ela pediu q outra pessoa me entregasse. Somos de bairros distantes dentro da mesma cidade e eu presumo ela não quer compromisso nesse atual momento de sua vida. Por enquanto não revelo meu amor carnal, fico no platônico enquanto os medos bobos não vão embora.
Pra apimentar a história, surge um outro alguém, uma amiga de longa data q sempre achei delicada, bonita e singela, mas como ela era alguns anos mais velha q eu, acho q 2 anos, não me imaginei namorar com ela. Ela hj está mais madura e bem mais próxima de mim. Quando nos encontramos percebo o acanhamento dela, mas nas msgs suas carinhas de emojis são sempre afetuosas comigo. No pouco q ficamos juntos ela já me contou da sua vida pessoal, do seu ex-namorado, dos seus planos e incertezas. Ela é bem mais aberta comigo do q a outra, isso tbm se deve pq já nos conhecemos a mais tempo. Meu coração tbm diz q talvez podemos namorar, mas não tive aquele amor a primeira vista como foi com a outra. Sou sempre cordial e amigo com elas, evito entrar em assunto mais voltado quanto aos meus sentimentos por elas. Só q nesse último mês estou sendo impelido a me manifestar.
Aff... pq eu não me resolvo quanto a isso?
submitted by pinho07 to desabafos [link] [comments]


2019.07.08 00:47 ThaneKyrell Estou chateado e queria saber a opinião de vocês

Fiquei amigo de uma menina da minha sala na faculdade. Na época, ela namorava, e rapidamente me tornei muito amigo dela e em pouco tempo ela era uma das poucas pessoas que eu realmente considero um(a) amigo(a). Com o tempo, essa amizade se tornou algo a mais para mim, mas eu nunca tentei nada, mesmo após ela terminar o namoro. Eu sei que ela não retribui meus sentimentos, e sempre respeitei isso na boa e nunca tentei nada com ela. No entanto, depois que ela terminou o namoro, rapidamente ela começou a querer ficar com um dos meus melhores amigos. Ambos viram que eu fiquei um pouco chateado quando eu vi que eles estavam nessa, e ela conversou comigo. Eu falei para ela que eu gostava dela sim, mas que aceitava na boa que não ia rolar, apenas disse para ela que, se eu pudesse pedir alguma coisa, iria preferir que ela não ficasse com o meu melhor amigo, porque obviamente ver a pessoa que você gosta pegando o seu melhor amigo deixa qualquer pessoa mal. Depois de uns dias sem se falar direito, ela disse mim que não ia mais tentar ficar com ele e que não tinha rolado nada (essa última eu tenho 99% que era mentira, mas beleza). Ontem, no entanto, ficou novamente bem óbvio que eles estavam se pegando de novo, e eu fiquei meio chateado (mas não falei nada, continuei normal no role). Hoje dai ela veio falar comigo, e eu disse que não ia sair de casa porque estava mal (e de fato estou, por uma combinação de razões que vão bem além dessa, problemas pessoais, familiares e de saúde), e ela, achando que era por causa disso, ficou irritada e disse que eu estava sendo imaturo e brigou comigo um monte (eu disse para ela que não era por causa disso, mas mesmo assim).
Me digam a opinião de vocês: eu realmente estou sendo um idiota? É tão estranho assim que eu fique chateado que uma pessoa que eu gosto muito está ficando com o meu melhor amigo? Eles não estão tendo nada sério, é só ficar por ficar mesmo. Eu vejo a situação e vejo 2 pessoas que eu gosto e confio tendo uma coisa que não significa nada para eles, mas que eles sabem que vai me magoar, e mesmo assim fazendo isso. Estou errado em ficar chateado por isso? O que você acham?
submitted by ThaneKyrell to brasil [link] [comments]


2019.05.10 07:05 giulianosse Apatia; viver faz ainda menos sentido e literalmente não vejo saída pra isso

Aviso que isso vai ser longo. Provavelmente ninguém lerá até o fim, mas eu juro que tentei resumir o máximo que pude.
Background: 2018
Eu, 23 anos, basicamente um fracasso em quase todos os aspectos possíveis da vida.
Em julho descobri que seria jubilado no final do semestre após cursar 4 anos de um curso que eu amo em uma das faculdades mais prestigiosas do país pois não tinha vontade e ânimo de estudar (dificuldade de me adaptar = DPs = poucos amigos)... mas tudo bem
Sempre tive poucos amigos. Muitos colegas e conhecidos, mas poucos amigos de verdade. Sou super introvertido, mas depois que conheço mais a pessoa me torno o cara mais extrovertido do planeta. Não gosto de ir em festas e baladas onde não conheço ninguém, mas adoro passar uma noite enchendo a cara e falando/fazendo merda no boteco mais sujo da cidade com meus amigos. Sempre tive sobrepeso, fui feio e tive zero auto-estima, então nunca aprendi a me aproximar de alguém novo... mas tudo bem
Tenho os hobbies mais caseiros possíveis: livros, séries, jogos e filmes. Porém, assim como minha persona social, sou esquisito e sou doido de vontade de fazer outras coisas mais "ao ar livre" tipo viajar para outras cidades/países, ir em shows, festas, praticar um esporte; só faltava companhia mesmo... mas tudo bem.
Nunca tinha tido uma relação amorosa. Pior, sequer consigo conversar direito com meninas. Apesar de não ser mais bv, ainda assim era virgem e nunca tinha sentido vontade de ter um relacionamento... mas tudo bem.
Digo "tudo bem" pois eu aceitava perfeitamente a minha mediocridade. Eu não era feliz, mas de certa forma conformado e satisfeito com a minha situação... e isso era o que importava. Era contente e deixava a vida me levar.
Aí chegou setembro.
Logo no começo do mês, viajei com uns amigos e passamos um fim de semana enchendo a cara em um sítio, como fazemos semi-regularmente. Sempre vão basicamente as mesmas 8-10 pessoas, às vezes alguém novo. Eis que o impossível acontece: uma garota da minha idade, amiga comum de todos os meus companheiros (todos na casa dos 28 anos pra cima), também foi. Inicialmente eu não dei a mínima, mas aconteceu que ela estava 100% interessada em mim. Até eu, um zero a esquerda nesse assunto, notei isso na hora.
Enfim, por iniciativa dela acabamos se pegando (e eu, na ansiedade e pânico do momento, acabei nem me despedindo dela quando fui embora no domingo hahaha)
No dia seguinte, resolvi adicionar ela no Facebook (como faço com todas as pessoas novas que conheço) e, pasmem, ela vem puxar assunto. No começo, mal conseguia responder. Ela teve muita insistência em continuar me dando trela. Papo vai, papo vem e acabo "descobrindo" que ela estava realmente interessada em mim.
Acabou que, em basicamente uma semana, estávamos trocando mensagens todos os dias e conversando basicamente o dia inteiro sobre tudo, tudo mesmo. Contei coisas pessoais que nunca tinha falado pra ninguém. Ouvi, também. Éramos compatíveis em literalmente tudo. Nos abrimos como livros. Nunca havia sequer imaginado que poderia ser íntimo assim com outra pessoa em minha vida.
Acabou que, obviamente, nos apaixonamos. No começo foi meio estressante (duas semanas depois, primeiro encontro, eu já a pedindo em namoro e ouvindo um "não" porém continuamos interagindo da mesma maneira; ela ficando com outras pessoas em um bar e depois vindo contar, chorando, que não podíamos ser nada além de amigos; ela mudando de opinião 180º um fim de semana depois) mas deu que acabamos por enfim namorar.
Não quero me prender muito aos detalhes, mas apenas gostaria de dizer que foram os melhores três meses da minha vida. Eu a amei, e era tudo absolutamente 100% recíproco. Fizemos planos, fomos descobrindo ainda mais coisas e hobbies que éramos compatíveis... até brincávamos que estávamos bancando o Juscelino Kubitschek edificando Brasília - 50 anos em 5 - pelo ritmo das coisas. Não sou muito de filmes românticos, mas eu ainda acredito que nossa paixão era melhor que 95% de todos os roteiros e scripts que alguma vez já foram lançados no cinema (assistam "Spring" - além de ser um filme pica d+, é basicamente uma alegoria 1:1 do nosso namoro até então. Ficamos até meio chocados quando assistimos)
Nesse período eu também dei um duplo twist carpado na personalidade - minha auto estima foi de negativo a 100, comecei a me vestir melhor, fiquei mais extrovertido - as pessoas sempre nos chamavam para participar de qualquer coisa - e animado, comecei a expandir meu círculo social; passei no vestibular - extremamente concorrido e difícil da mesma universidade que fui desligado - sem estudar absolutamente nada, estava pronto para arranjar um estágio/emprego na área que sempre sonhei... Evoluí pessoal e profissionalmente nesses 3 meses o que não havia feito em 5 anos.
Começou 2019.
Tudo estava correndo na mais perfeita normalidade... até mais ou menos a metade de janeiro. No período de uma semana, um interruptor mudou nela. Da mesma maneira que a relação esquentou, esfriou... porém sem nenhum motivo óbvio. A mudança foi de nível "trocar 300 mensagens melosas por dia e o caralho a quatro" e contar os segundos até que pudéssemos nos ver novamente pra "tô cansada e ocupada, só posso falar de noite" e ficar indiferente quando finalmente nos encontrávamos.
No último dia do mês ela terminou por telefone. Ela disse que "não estávamos na mesma fase de vida" (ela havia terminado uma relação de 6 anos no começo de 2018) e que se isso continuasse ela iria me tratar ainda pior a cada dia que passasse, como foi com o ex dela. Disse que gostaria de continuar "sendo amigos", mas nem isso acabou por ser recíproco. Provavelmente queria aproveitar a vida e não arrumar outra relação séria tão cedo, enfim.
Antes que alguém pense nisso - não, eu não estava sendo traído nem nada do estilo. Disso eu tenho absoluta certeza pelo que eu conhecia dela. E também não digo que eu não tive culpa de nada - durante o último mês da relação, a falta de reciprocidade estourou a minha ansiedade pra mil e isso mais que certeza contribuiu bastante pro final.
Para a surpresa de ninguém, isso foi como um tiro pra mim. Não esperava um término de fato, ainda mais sem nenhuma explicação. Mas o pior do pior de tudo foi o pós - agora, no caso.
Pense em alguém que esteve a vida inteira caído no chão. Um belo dia, alguém lhe dá a mão e a ajuda a levantar. Assim que a pessoa, por fim, finalmente fica de pé, alguém passa uma rasteira por trás e a pessoa volta a cair no chão.
Como eu falei, antes eu era medíocre, mas era conformado. Hoje eu voltei à mesma mediocridade, mas não consigo mais me contentar após ter visto "o outro lado" da vida. Como era bom ter uma pessoa na vida que realmente se importava com você. Como era ser amado por outra pessoa. O que é intimidade. Como é bom ser valorizado pelo que você é.
Infelizmente, tudo que conquistei acabou por voltar ao modo que era antes. Estou na mesma merda em relação à faculdade (falta de ânimo pra estudar = fazer poucas matérias no semestre = deixar de me enturnar com os outros calouros = suicídio social 2.0), não consegui um estágio, tenho quase 24 anos sem experiência profissional, sem um diploma, sem círculos sociais novos.
Nem tudo foi pro lixo. Ainda mantenho o meu peso (lá pra maio do ano passado comecei a fazer uma dieta que emagreci 25kg em 6 meses - me perguntem sobre jejum intermitente que eu sou profissa nisso!) e me sinto 1% mais confortável no meu corpo, minha relação com o meu pai melhorou e não perdi nenhum amigo que tinha após o termino (tanto porque nosso círculo social era o mesmo).
Porém, eu tenho vontade de acabar com tudo todos os dias.
Diversas pessoas me contaram, na época, que isso ia passar. Eu ainda penso nisso quase todos os dias. Pior ainda pois estou bem desocupado (tenho só 2 aulas por semana).
Venho tentando ser o mais social possível, organizando bares, encontros entre amigos, programas, churrascos... tudo pra ter um pouco de companhia. Mas, eu te pergunto, e aí? Todos meus amigos, por serem mais velhos, tem suas responsabilidades e não estão sempre disponíveis. Sem contar que eu sinto que a cada dia eles estão se enchendo de mim, por eu estar projetando toda essa carência (só conversei sobre meu término de vdd com um dos meus amigos, que além de ser família eu o considero praticamente como um irmão)
Nunca fui fã de acreditar em destino, mas vira e mexe me pego pensando "será que ela era 'a minha alma gêmea' e como eu caguei na oportunidade ficarei solitário pelo resto da minha vida?". Leio milhões de relatos na Internet de pessoas que são solteiras com seus 30, 40, 50 anos e me vejo no lugar delas. Tentei por um tempo dating apps mas foram poucas pessoas que me interessaram, ainda menos que sequer responderam minhas mensagens e nenhuma até agora que sequer deu a mínima bola. Me considero um 6 de aparência, mas sempre me prezei pelo meu humor e capacidade de conversa. Fato é que ninguém me quer.
Com toda certeza também nunca encontrarei alguém como ela na minha vida. Isso não é papo e sim praticamente um fato. Quais as chances de alguém, além de me achar interessante e bonito, dar a iniciativa que está afim de mim, me dar bola, ser bonita, possuir os exatos mesmos gostos e hobbies, mesma personalidade, mesmo senso de humor, maturidade... mesma porra toda? E ainda possível conhecer ela por intermédio de amigos? Absolutamente zero.
E é por isso que não vejo mais sentido nessa vida. Só estou prolongando o meu sofrimento e apatia a cada dia que passa. Estamos já quase na metade do ano em um piscar de olhos e sinto que tô jogando minha vida no lixo. Francamente, meu desejo de viver acabou quatro meses atrás e atualmente eu sou apenas um zumbi vivendo em função do momento. Não há um dia que passe e eu não pense em como seria reconfortante dar um fim nisso tudo.
Se você leu até aqui: meus eternos agradecimentos e desculpas por ser algo tão patético. Desabafar me trouxe um alívio momentâneo, mas atualmente é tudo que eu tenho.
submitted by giulianosse to desabafos [link] [comments]


MENINO PEDE MENINA EM NAMORO NA ESCOLA E APANHA DO PAI ... Menina Não aceita pedido de namoro e rapaz fez algo inacreditável vai dar namoro meninas dançando funk ELES VÃO NAMORAR? ( POLÊMICO ) [ REZENDE EVIL ] - YouTube Os Meninos Desordeiros - As Meninas Superpoderosas ... Pedido de namoro em vídeo!!! Elas vão se Beijar - YouTube Meninas na picina 😘😘 - YouTube Homens assumem o controle no Vai dar Namoro invertido # ... SITUAÇÕES VERDADEIRAS QUE AS GAROTAS VÃO COMPREENDER - YouTube

Namoro sem futuro, será?! - Clube Superela

  1. MENINO PEDE MENINA EM NAMORO NA ESCOLA E APANHA DO PAI ...
  2. Menina Não aceita pedido de namoro e rapaz fez algo inacreditável
  3. vai dar namoro meninas dançando funk
  4. ELES VÃO NAMORAR? ( POLÊMICO ) [ REZENDE EVIL ] - YouTube
  5. Os Meninos Desordeiros - As Meninas Superpoderosas ...
  6. Pedido de namoro em vídeo!!!
  7. Elas vão se Beijar - YouTube
  8. Meninas na picina 😘😘 - YouTube
  9. Homens assumem o controle no Vai dar Namoro invertido # ...
  10. SITUAÇÕES VERDADEIRAS QUE AS GAROTAS VÃO COMPREENDER - YouTube

Apresentado por Rodrigo Faro, o programa de entretenimento agita as tardes de domingo. É exibido a partir das 15h30. 👻SNAPCHAT: masked15 📷 INSTAGRAM: @16Lucass 😊FACEBOOK : Lucas Sousa 🐤TWITTER: @16Lucasss * MENINO PEDE MENINA EM NAMORO NA ESCOLA E APANHA DO PAI DELA !!! INSCREVA-SE: https://www.youtube.com/user/rezendeevil?sub_confirmation=1 LIVRO NOVO 'MUITO PRAZER, REZENDEEVIL' DISPONÍVEL EM TODAS AS LIVRARIAS DO BRASIL! F... Descrição O pedido de namoro mais romântico no Shopping (Village Mall) - Duration: 10:33. Bernard Films 219,886 views. 10:33. meninas do vai dar namoro dançando funk antes de entrar ... q sapecas .. MOMENTOS EMBARAÇOSOS QUE TODA GAROTA VAI ENTENDER Confira uma compilação sobre as situações que apenas as meninas vão compreender. Você já pensou que as garo... Esse é um compilado de cenas do anime 'As Meninas Superpoderosas: Geração Z' que contêm o grupo de personagens Os Garotos Desordeiros (Fortão, Explosão e Dur... PRETENDENTE DE MENINA COM SINDROME DE DOWN DEIXA PAI SEM SAIDA - Duration: 1:31. Agatha Tosta 732,875 views. ... PEDIDO DE NAMORO PRA MULHER HUMILDE (PERFEITO) - Duration: 8:32. Brayan Roitter ... Meninas na picina